Coronavírus

São Paulo tem 28 mortes em um único dia por coronavírus

Estado de São Paulo soma 164 óbitos relacionadas ao novo coronavírus, em 16 cidades paulistas.

Por: Portal do Governo de SP
São Paulo tem 28 mortes em um único dia por coronavírus

O Estado de São Paulo registra nesta quarta-feira (1º) 164 óbitos relacionadas ao novo coronavírus, um aumento de 21% desde ontem. Foram confirmadas 28 mortes somente hoje, com o maior aumento em números absolutos em um período de 24 horas.

Hoje, houve confirmação do primeiro óbito em três cidades: São Sebastião, no Litoral Norte; Suzano, do Alto Tietê; e Cotia, na Grande São Paulo.

Assim, salta para 16 o número de municípios com mortes pela doença, a saber: São Paulo, Guarulhos, Osasco, Embu das Artes, Ribeirão Preto, Santo André, São Caetano do Sul, São Bernardo do Campo, Sorocaba, Taboão da Serra, Campinas, Caieiras, Suzano, São Sebastião, Vargem Grande Paulista e Cotia.

Entre as 164 mortes, 20 tinham mais de 90 anos; 50 na faixa de 80-89 anos; 45 entre 70-79; 32 de 60-59 anos. Outros 17 tinham idade equivalente ou inferior a 59 anos, todos com comorbidades que, assim como os idosos, representam grupo mais vulnerável a complicações da COVID-19. O total soma 96 homens e 68 mulheres.

“Diante do volume de notificações e da ampliação da capacidade de diagnóstico e seguindo o compromisso de manter a transparência, alteramos a metodologia de contabilização dos casos por faixas etárias”, explica o Secretário de Estado da Saúde, José Henrique Germann.

O Estado de São Paulo também registra também 2.981 casos confirmados, um aumento de 27% com relação ao dia de ontem. (Continua após a publicidade...)

Publicidade

Clínica Savi
Siga Comunicação
Supermercado Godoy

Publicidade

Rede Sete Supermercado
JVR Segurança
Daiane Mazarin Estética
Dra Maria Gabriela Tiveron

Força-tarefa para testes

O governo paulista vai ampliar a rede de testes para o novo coronavírus (causador da doença COVID-19) no Estado. A medida foi anunciada nesta quarta-feira pelo governador João Doria, no Palácio dos Bandeirantes, na capital.

As unidades regionais do Instituto Adolfo Lutz, situadas em Santo André, Sorocaba, Ribeirão Preto, Bauru e São José do Rio Preto, estarão habilitadas a processar amostras, com capacidade de 500 exames por dia em um primeiro momento, podendo chegar a até mil.

Nesta semana, chegam ainda 20 mil kits de testes importados e 10 mil enviados pela Fiocruz, que serão distribuídos entre o Instituto Adolfo Lutz e outros laboratórios credenciados.

 

Amostras

A Secretaria da Saúde também passa a processar, a partir desta quarta-feira (1º), 720 amostras por dia no Centro Estadual de Análises Clínicas (Ceac) da Zona Norte, unidade que já é do Governo do Estado. Nesse local, serão processadas amostras de 43 hospitais da rede estadual da Grande São Paulo.

A força-tarefa também inclui o processamento de 201 amostras de óbitos suspeitos, que terão diagnóstico final nas próximas 24 horas.

Publicidade

Cinema

Publicidade

Insta do Siga Mais