Mariápolis

Mariápolis promove ações pelo Dia Mundial da Água e inaugura Centro Municipal de Educação Ambiental

Dia Mundial da Água foi comemorado no dia 22 de março. Mariápolis promoveu atividades no tema.

Por: Da Redação atualizado: 10:38
Centro Municipal de Educa??o Ambiental (Cedida). Centro Municipal de Educa??o Ambiental (Cedida).

Em comemoração ao Dia Mundial da Água, celebrado em 22 de março, a administração de Mariápolis promoveu ações na área educacional, em torno do tema. A iniciativa mobilizou estudantes e diferentes profissionais na rede municipal de ensino e parceiros. 

Na Escola Municipal de Ensino Fundamental (Emef) Nelson Magnani o tema foi trabalhado com ênfase durante toda a semana, com a produção de materiais diversos.  Um dos destaques foi a inauguração do Centro Municipal de Educação Ambiental.

Centro Municipal de Educação Ambiental (Cedida).Centro Municipal de Educação Ambiental (Cedida).Centro Municipal de Educação Ambiental (Cedida).

O espaço fica ao lado da Emef Nelson Magnani, que terá como objetivo fomentar a educação ambiental no município, com exposição de materiais, comemoração de datas ambientais relevantes e implementação de cronograma permanente de visitação da comunidade escolar.

Os alunos também vivenciaram palestras com o engenheiro ambiental Luiz Fernando Dalacqua Rosa depois se dirigiram à visitação no Centro de Educação Ambiental, onde puderam ter contato com os materiais produzidos pelas outras turmas.

Palestra na Emef (Cedida).Atividades escolares pelo Dia da Água (Cedida).Centro Municipal de Educação Ambiental (Cedida).Centro Municipal de Educação Ambiental (Cedida).

Os estudantes também tiveram acesso a informações por parte da COOPER-NOSSA, Cooperativa parceira da Prefeitura Municipal, que atua no sistema de coleta seletiva no município.

Conforme a administração municipal o evento contou com a colaboração da Sabesp, que apoiou as palestras, forneceu material didático ao Centro de Educação Ambiental, instalou bebedouro para atendimento dos visitantes e distribuiu papéis semente, que visam demonstrar, na prática, a importância da água aos seres vivos.

O Dia Mundial da Água 

Em 22 de março de 1992, a Organização das Nações Unidas (ONU) criou o Dia Mundial da Água em solo brasileiro. A data foi lançada durante a Conferência das Nações Unidas sobre o Meio Ambiente e o Desenvolvimento, também conhecida como Eco-92, no Rio de Janeiro, como um esforço da comunidade internacional para colocar em pauta as questões essenciais que envolvem os recursos hídricos no planeta.

Atividades escolares pelo Dia da Água (Cedida).

Todos os anos a ONU propõe um tema para discussão, sendo que em 2024 a temática em pauta é Água para a Paz.

Saneamento básico: água e esgoto em Mariápolis

O abastecimento de água, com também a coleta e tratamento de esgoto em Mariápolis são realizados pela Sabesp.  O contrato de programa para esses serviços foi assinado em 2007, com vigência de 30 anos. 

O município está inserido no plano de desestatização da companhia, que produziu relatórios sobre cada uma das localidades atendidas pela empresa. Conforme documentos disponibilizados no hotsite criado pela Secretaria de Meio Ambiente, Infraestrutura e Logística (Semil). O anexo II traz o detalhamento para cada cidade.

Conforme o documento, o município de Mariápolis é atualmente abastecido unicamente por meio de sistemas isolados composto por quatro poços com capacidade para a produção de 14 litros de água potável por segundo. Os poços que servem ao município exploram o aquífero Bauru, cuja água é transportada para a distribuição por meio de 2.708 m de adutoras. A vazão média produzida pela somatória dos poços existentes é atualmente de 14 litros/s.

O município conta com uma capacidade de reservação instalada da ordem de 250 m³, responsável pela manutenção da regularidade no abastecimento, mesmo em caso de ocorrência de situações atípicas. Veja os principais indicadores de Mariápolis:

(Fonte: Semil).

Conforme os mesmos documentos do hotsite, o acesso aos serviços completos de esgotamento sanitário desempenha um papel crucial na promoção da saúde e qualidade de vida da população, prevenindo a disseminação de doenças e contribuindo para a preservação do meio ambiente. Veja os principais indicadores de Mariápolis:

(Fonte: Semil).

Em comunidades que contam com infraestruturas de saneamento bem estabelecidas, observa-se uma redução significativa nas taxas de morbidade e mortalidade, principalmente devido à prevenção de doenças transmitidas pela água e à melhoria das condições de higiene. Além disso, o acesso universal ao saneamento básico promove a equidade social, uma vez que beneficia todas as camadas da sociedade, assegurando uma base saudável para o crescimento e o bem-estar da população.

Publicidade

Cóz Jeans
P&G Telecomunicações