Cidades

Alunos de medicina da UniFAI iniciam internato de um ano e meio na Santa Casa de Araçatuba

Internato na Santa Casa de Araçatuba terá 40h semanais e vai durar 18 meses.

Por: Da Redação | Com informações da UniFAI atualizado: 8 de janeiro de 2020 | 15h22
A Turma 1 de Medicina da UniFAI iniciou nesta segunda-feira, 6, o Internato na Santa Casa de Araçatuba (Foto: Acervo Pessoal). A Turma 1 de Medicina da UniFAI iniciou nesta segunda-feira, 6, o Internato na Santa Casa de Araçatuba (Foto: Acervo Pessoal).

Foi iniciado nesta segunda-feira (6) o período de internato dos alunos do quinto ano - turma 1 (T1) - do curso de medicina do Centro Universitário de Adamantina (UniFAI), junto à Santa Casa de Araçatuba. O período de internato junto à unidade hospitalar deve durar um ano e meio. Nesse período, 66 anos terão atividades práticas, supervisionadas, junto ao hospital. A informaçao foi divulgada pela UniFAI, em nota à imprensa.

Para as atividades de internato, a UnIFAI pagará o valor de R$ 2.900,00 mensais, por aluno, à Santa Casa de Araçatuba. Em julho, outros 70 alunos da T2 deverão iniciar o internato no hospial.  

Segundo a instituição, o internato corresponde ao estágio curricular obrigatório sob supervisão direta de docentes nas unidades básicas de saúde e em hospitais e que serve de aprimoramento técnico e prático daquilo que se aprendeu na teoria do 1º ao 4º ano do curso. De acordo com a Câmara de Educação Superior do Conselho Nacional de Educação (CNE), a carga horária mínima do internato deve ser de 35% da carga horária total do curso, ou seja, uma média de dois anos de estágio.

A UniFAI informa que os 66 alunos do 5º ano do curso cumpriram inicialmente as atividades do internato na rede municipal de saúde nos últimos seis meses, junto ao Centro de Saúde I, ESF [Estratégia de Saúde da Família] Jardim Adamantina, ESF Cecap – em Admantina, e unidade básica de saúde de Mariápolis.

Também em Adamantina, essa fase do internato ocorreu no CIS [Centro Integrado de Saúde, no prédio que seria destinado à UPA], onde há atendimento em ortopedia, oftalmologia, neurologia, dermatologia, cardiologia, moléstias infecciosas, otorrinolaringologia, cabeça e pescoço e pneumologia, e na Santa Casa de Adamantina, em contato com as especialidades de traumatologia, cardiologia, clínica cirúrgica, cirurgia plástica, pré-anestésico, clínica médica, urologia, endocrinologia, enfermarias e pronto atendimento

Agora, na nova etapa, junto a uma unidade hospitalar, os estudantes da T1 de medicina da UniFAI passam realizar as atividades práticas por um ano e meio em Araçatuba. Durante 18 meses receberão ensino didático e prático em saúde coletiva, clínica médica, cirurgia geral com ortopedia, ginecologia e obstetrícia e pediatria, especialidades básicas da medicina. “Esse Internato é fundamental para que o aluno tenha um treinamento para que ele possa, em primeiro lugar, já iniciar a sua vida profissional e, depois, para poder prestar a sua residência médica. Sendo assim, o internato é essa fase de aprimoramento prático e técnico”, explicou o Prof. Dr. Miguel Ângelo De Marchi, coordenador do curso.

(Foto: Acervo Pessoal).

De acordo com a UniFAI, o curso terá duração de 40 horas semanais e será ministrado por um preceptor para cada grupo de cinco alunos. Os preceptores do internato médico são os especialistas Luiz Cláudio Andrades Lima (clínica médica), Everton Pontes Martins (cirurgia geral), Maria Lúcia Marin Cominotti (ginecologia e obstetrícia), Fabrício Benez (ortopedia) e Anderson Azevedo Dutra (pediatria). No curso, os alunos vão participar de aulas, atendimentos da rotina hospitalar e plantões. “Os alunos terão agora o internato propriamente hospitalar, no qual, por três semestres, o interno cumpre, de manhã e à tarde, atividades  de visita aos leitos, de prescrição, de discussão de casos, de avaliações e também, eventualmente, de plantões de 12 horas ou menores de seis horas”, emendou De Marchi.

A UniFAI trouxe também, na nota à imprensa, a manifestação de uma estudante do curso. “O nosso Internato se iniciou no primeiro meio ano em Adamantina com o Internato de Saúde Básica e foi muito proveitoso para nós e agora estamos muito felizes em poder estar em Araçatuba, neste que é um hospital de referência”, comemorou a estudante Murieli Fonsati Mazzaro.

Mobilização dos estudates

O início do internato, em Araçatuba, marca uma conquista dos estudantes, que se mobilizaram e foram às ruas, em Adamantina, em novembro de 2018, cobrando clareza quanto ao internato e defendendo sua realização em Araçatuba (reveja), em razão da demanda hospitalar ser suficiente para atender o número de estudantes, bem como as especialidades médicas que precisam ser envolvidas nessa fase prática do curso. Quase um ano depois, em outubro de 2019, os estudantes voltaram às ruas e cobraram melhorias no auxílio mediante desconto nas mensalidades – inicialmente fixado em 5% -, no período em que estarão em Araçatuba, durante o internato, face aos custos adicionais que terão na cidade (reveja). Ao final, os estudantes conseguiram o benefício, com desconto de 17% no valor da mensalidade, mediante projeto lei proposto pelo poder executivo e aprovado na Câmara Municipal (reveja). (Continua após a publicidade...)

Publicidade

Supermercado Godoy
Clínica Savi

Publicidade

JVR Segurança
Rede Sete Supermercado

Internato na Santa Casa de Araçatuba

Segundo o conteúdo divulgado à imprensa pela UniFAI, a Santa Casa de Araçatuba é um hospital de alta complexidade, considerado de excelência e referência regional para quase 1 milhão de habitantes. “Entre os vários projetos que estamos desenvolvendo, o Programa de Internato Médico, que tem início agora em 2020, em parceria com a UniFAI, abre este momento tão importante do hospital, momento em que nós passamos a receber alunos. Já temos diversos residentes, em diversas áreas, temos um Programa de Residência já bem consolidado e passamos, agora, a atuar junto aos alunos de graduação. Isso, para nós, é um momento extremamente importante que demonstra um potencial do hospital dentro do contexto de Ensino”, disse o médico intensivista Fábio Bombarda, coordenador do Núcleo de Ensino e Pesquisa (NEP) da Santa Casa de Araçatuba e coordenador geral do Programa de Internato Médico.

(Foto: Acervo Pessoal).

A atividade também é destacada pelo reitor da UniFAI. “O Internato de Medicina da UniFAI está sendo um sucesso. A Turma 1 iniciou a parte final hospitalar na Santa Casa de Araçatuba e a Turma 2 começou também nesta segunda-feira [dia 6] o Internato da Atenção Básica em Adamantina”, disse o Prof. Dr. Paulo Sergio da Silva.  

Publicidade

Cinema
Clinica Lu Applim

Publicidade

Insta do Siga Mais