Educação

Escuta especializada: professores são capacitados para atender e ouvir a criança vítima de violência

Capacitação sobre escuta especializada foi dirigida a professores das redes estadual e municipal.

Por: Natacha Dominato | Comunicação/Prefeitura de Adamantina atualizado: 09:01
Secretaria de Assistência Social deu início a capacitação da rede de educação municipal e estadual para implantação da escuta especializada  (Da Assessoria). Secretaria de Assistência Social deu início a capacitação da rede de educação municipal e estadual para implantação da escuta especializada (Da Assessoria).

Após a criação do “Protocolo da Rede Municipal de Proteção à Criança e ao Adolescente em situação de risco e escuta especializada”, a Secretaria de Assistência Social  de Adamantina deu início à capacitação da rede de educação municipal e estadual para implantação da escuta especializada.

A escuta especializada consiste em atender e ouvir a criança vítima de qualquer tipo de violência que pode ser negligência, abandono, violência psicológica, bullying, violência física, sexual, institucional e testemunhal. 

Em cada unidade escolar, é preciso que exista um espaço destinado ao acolhimento. Além da educação, já foram capacitados ano passado toda a rede socioassistencial do município e os integrantes da secretaria de saúde. (Continua após a publicidade...)

Publicidade

Clínica Savi
Supermercado Godoy

Publicidade

Rede Sete Supermercado
JVR Segurança
Daiane Mazarin Estética

Essa ação é necessária para que o enfrentamento de situações de violência contra a criança e o adolescente sejam desenvolvidas em rede, contando com a participação da Assistência Social, Educação, Saúde e Conselho Tutelar. 

Além das equipes das secretarias municipais, a ação ainda vai integrar advogados, OAB, equipes da Delegacia de Defesa da Mulher, do Poder Judiciário e do Ministério Público.

Até outubro, 216 professores da rede de educação municipal e estadual estarão capacitados e certificados. Conforme explica a secretária de assistência social, Andreia Regina Ribeiro, a ação é de fundamental importância para a proteção das crianças e dos adolescentes.

“Gostaria de agradecer a todos envolvidos na capacitação bem como o apoio das secretarias da saúde e de educação, pois essa integração é de suma importância para o trabalho em rede e para a concretização das ações preconizadas no protocolo”, finaliza.

Publicidade

Insta do Siga Mais
Radio Brasil FM
Nativa FM Adamantina
93 FM Adamantina

Publicidade

Cinema