Siga Mais

Publicidade

Nativa FM
goodU
Cocipa
Cinema

Publicidade

UniFAI 1
Unifai 2
Clinica Lu Applim
93 FM
Radio Brasil

Siga Mais » Colunas » Memória

Memória

Tiro de Guerra 02-080: história e lembranças locais

10:49

Um pouco da história da Tiro de Guerra 02-080 de Adamantina-SP

Por: Tiago Rafael dos Santos Alves | Historiador

http://www.sigamais.com/colunas/memoria/tiro-de-guerra-02080-historia-e-lembrancas-locais/ Tiro de Guerra 02-080: história e lembranças locais
Tiro de Guerra de Adamantina (Imagem: Reprodução). Tiro de Guerra de Adamantina (Imagem: Reprodução).

Aos ex-atiradores dedico!

* * *

Meses atrás, fui surpreendido por um pedido do meu amigo “santista” Sgt Brufatto, atual Chefe de Instrução do Tiro de Guerra de Adamantina. Este me solicitava a produção de um breve histórico do TG, que seria inserido na página do Exército Brasileiro correspondente a esta unidade (veja aqui).

Pois bem, fomos atrás de algumas fontes e conseguimos localizar diversas informações que até então eram por nós desconhecidas, o que me fez relembrar o tempo em que fui atirador deste TG.

Mas, e como surgiu o TG 02-080? Em Adamantina, desde o início de sua fundação, a municipalidade solicitou às autoridades a criação de uma unidade do Tiro de Guerra. O que pode ser constatado pela Lei Municipal de nº 177 de 22 de julho de 1952. Uma das justificativas para tal pedido era evitar que os jovens desta localidade acabassem servindo na cidade de Campo Grande-MS.

Tendo em vista o insucesso da requisição, um novo pedido foi solicitado vinte anos depois, em 1972, por meio da Lei de nº 1171 de 13 de outubro deste ano. Diante do pedido, a aprovação e criação do Tiro de Guerra de Adamantina se deu por meio da Portaria Ministerial de nº 1273 de 21 de agosto de 1973.

Em 12 de janeiro de 1975 o Tiro de Guerra de Adamantina iniciou suas atividades com 75 atiradores da classe de 1956. Sua primeira numeração foi 02-311, vindo depois a ser alterada para 02-080. Seu primeiro Diretor foi o Sr. Euclides Romanini, na época o Prefeito Municipal e seu primeiro Chefe de Instrução o Sargento Roberto Ubiratan Fernandes.

Mas, se você prestou o serviço militar em Adamantina, ou pelo menos se alistou aqui nos anos posteriores, com certeza deve ter ouvido outros nomes de Chefes de Instrução, como: Faria, Beda, Nobre, Linhares, Anderson, Herbert, Cassuriaga, Mena e atualmente Brufatto.

No último desfile de 7 de setembro tive a grata satisfação de participar com ex-atiradores das mais diversas turmas que passaram pelo TG 02-080, o que nos fez lembrar das inúmeras histórias, as brincaeiras e os aprendizados.

Enfim, inúmeras são as histórias que cada turma vivenciou no decorrer do seu ano de instrução, as guardas tiradas, as “corridinhas de TFM”, as ordens unidas, os desfiles, os treinamentos nos estandes de tiro, os GC’s que cada qual fazia parte, etc. E como sempre digo: “A nós, cabe aquele sentimento nostálgico de um dia já ter feito história nas fileiras do TG 02-080.

Tiago Rafael dos Santos Alves é historiador, ex-atirador do TG-02-080, turma de 2007. Acesse aqui seu perfil.

 
2 comentários, Clique aqui para comentar!

Comentários

Mario Pereira

Parabéns ao tiro de guerra e todos os militares do país. Somente o exército para salvar esse país desse mar de lama e corrupção prestes a se tornar comunista bolivariano.

SÉRGIO BARBOSA

NAUM SEI NAUM...

 

Publicidade

Massa FM
goodU

Publicidade

Diario
Life FM