Polícia

Polícia Federal faz operação em Dracena e Pauliceia para reprimir contrabando e descaminho

Policiais Federais cumpriram mandados de busca e apreensão em Dracena Paulicéia.

Por: Polícia Federal | Comunicação Social atualizado: 19 de agosto de 2022 | 09h24
Um dos locais onde os policiais federais realizaram buscas (Divulgação/PF). Um dos locais onde os policiais federais realizaram buscas (Divulgação/PF).

A Polícia Federal deflagrou nesta quarta-feira (17) a Operação Tântalo, visando desarticular um grupo criminoso voltado ao comércio de produtos descaminhados e/ou contrabandeados através da rede mundial de computadores.

As investigações se iniciaram em meados de 2021, após uma ação de repressão aduaneira realizada pela Receita Federal em diversas partes do território nacional, ocasião em que foram identificadas pessoas físicas e jurídicas atuantes na região de Dracena e voltadas para a venda ilegal de mercadorias pela internet. Todas elas já haviam sido autuadas pela Receita Federal várias vezes.

Nos últimos 5 anos, os investigados e as empresas a eles relacionadas praticaram extenso comércio virtual de produtos descaminhados (eletrônicos, brinquedos, artigos recreativos, etc), sendo que apenas uma das empresas comercializou irregularmente mais de doze mil itens, cujo valor ultrapassou a casa dos R$ 12 milhões.

Publicidade

Supermercado Godoy
Daiane Mazarin Estética

Publicidade

Rede Sete Supermercado
JVR Segurança

O aprofundamento das investigações permitiu, portanto, que a PF representasse pela expedição dos mandados de busca e apreensão, sendo eles deferidos pela Justiça Federal em Andradina, ante a possibilidade de os imóveis estarem sendo utilizados como entreposto de mercadorias oriundas do Paraguai.

A investigação continua, agora com a análise dos materiais apreendidos, e os envolvidos poderão ser responsabilizados pelo crime de descaminho e de contrabando apenados, respectivamente, com reclusão, de 1 a 4 anos e reclusão, de 2 a 5 anos. 

Publicidade

Nova Foto e Ótica
Tio Panda Adamantina

Publicidade

Insta do Siga Mais