Siga Mais

Publicidade

Nativa FM
goodU
Cocipa
Cinema
UniFAI 1

Publicidade

Via Japan

Siga Mais » Notícias » Ensino Superior

Ensino Superior

Empresa Júnior une estudantes a projetos com foco na inovação e empreendedorismo

17:24 atualizado: 09/08/2018 09:45

Empresa Júnior InovaFAI é dirigida pelos estudantes e inicia projetos focados no desenvolvimento.

Por: Da Redação

http://www.sigamais.com/noticias/ensino-superior/empresa-junior-une-estudantes-a-projetos-com-foco-na-inovacao-e-empreendedorismo/ Empresa Júnior une estudantes a projetos com foco na inovação e empreendedorismo
Leonardo Neiva, Caio Janeiro, Henrique Queçada e Gabriel Mackert apresentam detalhes da estrutura de funcionamento, e perspectivas, da Empresa Júnior InovaFAI (Foto: Siga Mais). Leonardo Neiva, Caio Janeiro, Henrique Queçada e Gabriel Mackert apresentam detalhes da estrutura de funcionamento, e perspectivas, da Empresa Júnior InovaFAI (Foto: Siga Mais).

Juridicamente constituída desde abril do ano passado, a Empresa Júnior InovaFAI se lança ao desafio de unir os estudantes dos diversos cursos do Centro Universitário de Adamantina (UniFAI), com foco em projetos que promovam a inovação e o empreendedorismo, em todas as áreas do saber do mercado de trabalho.
A essência e a dinâmica da Empresa Júnior foram apresentadas à imprensa, em uma coletiva realizada nesta segunda-feira (6), liderada pelo presidente da InovaFAI, Leonardo Ayres Neiva, estudante do curso de medicina.
O encontro com a imprensa teve ainda a participação de outros três integrantes da sua diretoria: Gabriel Donizete Gomes Mackert (estudante do curso de administração), Henrico Queçada (estudante do curso de direito) e Caio Winch Janeiro (estudante do curso de medicina).

Teoria e prática: aprendizado e oportunidades

Na coletiva, Leonardo Neiva destacou que a InovaFAI foi constituída em abril de 2017 e passou pela renovação da diretoria, sobretudo diante da saída de alunos do seu quadro, decorrente da conclusão dos respectivos cursos. Ele destacou a importante atuação dos fundadores, na organização estrutural da Empresa Júnior, o que habilita agora à realização de seus objetivos práticos, na atração de estudantes e projetos que podem associar teoria e prática e sinalizar novas perspectivas, com ganhos para o aprendizado e para a cidade. “O comércio e a população vão sentir os impactos das consultorias”, diz.
Outro ganho evidenciado por Leonardo Neiva se volta às oportunidades que podem surgir para o próprio estudante, sobretudo aquele diretamente envolvido nos projetos. “Ele vivenciará experiências que serão seus diferenciais no ingresso junto ao mercado de trabalho, quando da conclusão do curso”, reforça.
Leonardo ressalta que em todos os projetos que foram apresentados à Empresa Júnior, e forem executados, haverá a participação direta do estudante, assistido pelos professores das respectivas áreas. As condições de participação do estudante ainda estão sendo definidas e serão divulgadas oportunamente. 
Em toda a estruturação da Empresa Júnior até o estágio atual, de inserção prática, Leonardo ressalta que a iniciativa sempre contou com o apoio de professores da UniFAI, estudantes de diversos cursos e da própria reitoria da instituição, representada pelo reitor, professor doutor Paulo Sergio da Silva. Ele cita também o apoio de outras instituições, como Prefeitura, Câmara Municipal e o Sindicato do Comércio Varejista de Adamantina (Sincomercio).

Agregar, inovar e transformar

Gabriel Mackert, que integra a diretoria da InovaFAI, destacou a primeira parceria, já firmada com o Sincomercio de Adamantina, cuja sede vai abrigar, dentro de 30 dias, uma unidade de atendimento da Empresa Júnior, o que permitirá facilitar o acesso de empresários e profissionais liberais. “Vamos oferecer nossos serviços para inovar, agregar e transformar”, disse. “Com o intuito de inovar, vamos muito longe”, completou.
O presidente Leonardo Neiva destaca que esse espaço junto ao Sincomercio será uma importante porta de entrada para empresários e profissionais liberais, com atendimento presencial feito por membro da InovaFAI. Em paralelo, haverá também uma sede no campus da UniFAI, para as ações complementares, visando facilitar a inserção e a participação de estudantes e professores orientadores.

Projetos práticos em andamento

A InovaFAI já tem iniciativas práticas. Uma delas foi conduzir o projeto que propõe a revitalização da Praça Basílio Colombo Marini, ao lado do pontilhão da Rua Joaquim Nabuco, envolvendo nessa demanda o curso de engenharia civil da UniFAI. A proposta atendeu pedido do Sincomercio.
Uma segunda iniciativa, também positiva, envolve a realização de um curso na área de anatomia, a ser realizado dias 24, 25 e 26 deste mês, cuja gestão de inscrições e recebimento das taxas foram executadas pela InovaFAI.
Um terceiro projeto, já em formatação, envolve a celebração de um termo de parceria que permitirá às empresas e profissionais liberais a contratação de serviços ensaios de materiais, como o teste de resistência de concreto. Segundo Leonardo Neiva, a UniFAI dispõe dessa estrutura, junto ao curso de engenharia civil, e pode atender a demanda local e regional, já que muitos buscam esses serviços em outros centros, distantes de Adamantina. “A operacionalização e o faturamento desses serviços poderão se dar pela Empresa Júnior”, exemplifica.
Um outro projeto, também em andamento, envolve a disponibilização de um aplicativo com informações sobre serviços e profissionais liberais, cujo banco de dados poderá ser consultado pela comunidade, como um todo, e estudantes que passam a residir na cidade, para facilitar a contratação de serviços rotineiros, como instalações, pequenas reformas, reparos e outros. A previsão é que esse projeto seja concluído dentro de seis meses.
E ainda nesta semana, segundo Leonardo, haverá uma reunião com o prefeito Márcio Cardim, visando o início de estudos para instalação de uma incubadora de empresas em Adamantina.

Sustentabilidade e transparência

A operacionalização, custeio e sustentabilidade da InovaFAI serão financiados a partir das próprias receitas, já que os serviços prestados serão cobrados, dentro de uma realidade de custos que considere tratar de um projeto social, por se tratar de uma associação civil com fins educacionais. Porém, precisa sobreviver, para que a experiência possa ser configurada com êxito e assim validar-se, em razão dos seus objetivos.
Segundo Enrico Queçada, estudante do curso de direito, e que ocupa assento na área jurídica da InovaFAI, todos os parâmetros legais estão devidamente constituídos e isso valida a atuação da mesma junto ao mercado, inclusive habilitando-a à emissão de notas fiscais. Ele destaca, como importante, o caráter social da Empresa Júnior. “Vai contribuir muito e aproximar os alunos da comunidade acadêmica ao mercado de trabalho, por meio dos projetos, e fomentando a capacidade empreendedora desses estudantes”, diz.
O estudante de medicina Caio Winch Janeiro, que integra a diretoria da InovaFAI, destaca que ao assumirem a direção contavam com R$ 3.200,00 em caixa. Com as inscrições para o curso de anatomia, é possível hoje um saldo de R$ 10.552,00, com valores ainda a receber, referentes à última parcela da taxa de inscrição.
Na prática, a InovaFAI é uma empresa que precisa dar certo. Nessa dinâmica, toda receita será reinvestida no próprio projeto e poderá até custear as despesas com os estudos e pesquisas, e não poderá ser usada para remunerar os estudantes participantes nem a diretoria.
Já a prestação de contas é feita mensalmente, quando os relatórios administrativo/financeiro são apresentados nas reuniões do Conselho Universitário da UniFAI – onde Leonardo Neiva tem assento – bem como à Câmara Municipal.

Buscando referências

Em suas férias, em Brasília (DF), Leonardo Neiva buscou informações junto a uma Empresa Júnior instalada na Universidade de Brasília (UnB). Um dos pontos pesquisados pelo presidente da InovaFAI é o modelo de seleção dos alunos. “Buscamos informações sobre a dinâmica de funcionamento e a melhor forma de atrair alunos para o projeto”, disse.
Outra referência positiva para a InovaFAI tem sido o contato com a Federação das Empresas Juniores do Estado de São Paulo (FEJESP), que há mais de 25 anos representa o setor junto à sociedade e governo, fomentando a troca de conhecimento e o desenvolvendo seus associados no Estado de São Paulo. “Vamos nos filiar à FEJESP e ter espaço na Federação”, adianta.
Internamente, Leonardo destaca que a InovaFAI pretende envolver todos os cursos da UniFAI. “Vamos abraçar todos os cursos da instituição. Estamos apena começando, e nos estruturando, para atender as demandas que nos serão apresentadas”, completa.

Serviço

Os interessados em conhecer os serviços e as possibilidades de parceria com a InovaFAI podem contatar a Empresa Júnior pelo telefone (18) 99778-3227 e no endereço de e-mail empresajr@fai.com.br.

 
1 comentários, Clique aqui para comentar!

Comentários

claucer eduardo martins de oliveira

Deus abençoe

 

Publicidade

Massa FM
goodU

Publicidade

Diario
Life FM