Siga Mais

Publicidade

Cinema
Cocipa

Publicidade

Clinica Lu Applim
UniFAI 1

Siga Mais » Notícias » Cidades

Cidades

Energisa unifica operação das cinco distribuidoras das regiões Sul e Sudeste

14:45 atualizado: 18:56

Com a junção dos sistemas e processos, distribuidoras passam a se chamar Energisa Sul-Sudeste.

Por: Da Assessoria

http://www.sigamais.com/noticias/cidades/energisa-unifica-operacao-das-cinco-distribuidoras-das-regioes-sul-e-sudeste/ Energisa unifica operação das cinco distribuidoras das regiões Sul e Sudeste
Gabriel Alves Pereira Junior, diretor-presidente da Energisa Sul-Sudeste e José Adriano Mender Silva, diretor técnico-comercial da Energisa Sul-Sudeste (Foto: Da Assessoria). Gabriel Alves Pereira Junior, diretor-presidente da Energisa Sul-Sudeste e José Adriano Mender Silva, diretor técnico-comercial da Energisa Sul-Sudeste (Foto: Da Assessoria).

A partir do dia 3 de julho, o Grupo Energisa vai unificar, em uma única empresa, os processos e operações das cinco concessões de distribuição que ficam nas regiões Sul e Sudeste do país. Com a mudança, as distribuidoras Energisa Caiuá, Energisa Bragantina, Energisa Vale Paranapanema, Energisa Nacional e Energisa Força e Luz do Oeste passam a se chamar Energisa Sul-Sudeste (ESS). Após a unificação, a ESS atenderá 756 mil clientes, em 82 municípios e em uma área de cobertura de pouco mais de 30 mil km². A empresa vai operar com 1,4 mil colaboradores, número total de todos os profissionais que hoje já compõem cada uma das distribuidoras.
O objetivo deste agrupamento, que foi aprovado pelo órgão regulador do setor elétrico, a Aneel, é obter sinergia nos processos para melhorar, ainda mais, os serviços prestados aos consumidores por meio da integração dos sistemas utilizados pelo Grupo.
“O agrupamento das concessões representa a conclusão de um ciclo de mudanças que começou com a aquisição das distribuidoras, em 2014. As alterações, que incluíram mudanças de marca, nomes, procedimentos e estrutura organizacional, tem agora um novo desdobramento com a unificação dos processos, dos sistemas de TI e das empresas que compõem a ESS”, explica o diretor-presidente das empresas, Gabriel Alves Pereira Junior.
Para o dia a dia do consumidor, na prática, serão três mudanças principais: a fatura da conta de luz ganhará um novo layout apresentando mais facilidade na leitura dos dados e transparência das informações, a identificação das Unidades de Consumo (UC) terá o acréscimo de um número inicial, que corresponde ao código da distribuidora no Grupo Energisa e um dígito verificador final e o atendimento via telefone passará a ser feito pelo número 0800 70 10 326, que atualmente atende à Energisa Caiuá, mas valerá para os demais clientes, somente a partir de 3 de julho.
Além disso, outro ponto a ressaltar é que as atuais sedes de cada uma das empresas continuarão funcionando normalmente onde já existem. “Não haverá mudanças de estruturas físicas entre as distribuidoras. O consumidor pode ficar tranquilo. As empresas manterão normalmente suas operações e serviços em cada uma das cidades, sem qualquer prejuízo ao cliente. Nosso objetivo, ao contrário, é melhorar o atendimento e tornar os serviços e processos mais ágeis”, reforça o executivo.

Benefícios da fusão das empresas

A migração possibilitará que a ESS passe a utilizar uma mesma plataforma, já em vigor no Grupo, contribuindo para a padronização dos sistemas das empresas. “O resultado são ações mais ágeis, com reflexo direto na qualidade do atendimento ao cliente”, acrescenta Pereira Junior.
Internamente, a junção vai beneficiar, principalmente, as áreas de logística, suprimentos e o financeiro.  A aquisição de materiais que é realizada separadamente por cada distribuidora, por exemplo, será feita por uma única empresa, o que possibilitará a transferência de equipamentos entre as filiais sem infringir as regras da ANEEL.
Além disso, a ESS terá melhores condições para negociar com os fornecedores as compras de produtos uma vez que serão feitas em maior escala. Isso permitirá à empresa reduzir custos e planejar melhor os investimentos.
A fusão também resultará no aumento do capital social da nova companhia, com garantias físicas mais robustas proveniente dos ativos das atuais cinco unidades da ESS. Essa nova composição dará maior poder de negociação junto às entidades financeiras para a aquisição de crédito com taxas de juros mais baixas. Adicionalmente, a empresa terá melhores condições para realizar os investimentos necessários em determinados locais da área de concessão sem que o aporte tenha tanto peso na composição da tarifa.  As metas dos indicadores de qualidade (DEC e FEC), que são feitas separadamente, passarão a ser estabelecidas para uma única empresa.
“Com a fusão, a Energisa Sul-Sudeste terá mais força para investir na melhoria da qualidade do fornecimento de energia para os consumidores. A junção das empresas trará inúmeros benefícios, pois teremos a consolidação do trabalho que já é desenvolvido para atender as cinco distribuidoras. Ganharemos corpo de uma só empresa”, destaca o executivo.
O diretor presidente da ESS explica que mudança colocará em prática o modelo de operação que hoje já se busca no dia a dia das empresas. “Nós já pensamos e planejamos as operações destas distribuidoras como uma empresa única, mas os processos ainda são realizados de forma separada. O agrupamento colocará em prática esse modelo e nos proporcionará ganhos relevantes, como centralização de todas as informações em uma só empresa. Nossos processos serão mais ágeis, conquistaremos muito com essa mudança”, finaliza Gabriel.

Sobre a Energisa

Com 111 anos de história, o Grupo Energisa é um dos maiores do Brasil em distribuição de energia elétrica. Uma das primeiras a abrir capital no Brasil, a companhia controla 13 distribuidoras em Minas Gerais (Energisa Minas Gerais), Paraíba (Energisa Paraíba e Energisa Borborema), Rio de Janeiro (Energisa Nova Friburgo), Sergipe (Energisa Sergipe), Mato Grosso (Energisa Mato Grosso), Mato Grosso do Sul (Energisa Mato Grosso do Sul), Tocantins (Energisa Tocantins), São Paulo (Caiuá, Vale Paranapanema, Bragantina e Nacional) e Paraná (Força e Luz do Oeste).
São, aproximadamente, 6,5 milhões de clientes – o que representa uma população atendida de cerca de 16 milhões de pessoas -, em 788 municípios, nove estados em todas as regiões do Brasil. Com receita líquida anual de cerca de R$ 10 bilhões, o grupo gera aproximadamente 12 mil empregos diretos.
Com a missão de transformar energia em conforto, desenvolvimento e oportunidades de forma sustentável, responsável e ética, a Energisa atua com um diversificado portfólio que engloba distribuição, geração (Energisa Geração), serviços para o setor elétrico (Energisa Soluções), serviços especializados de TI e Call Center (Multi Energisa) e comercialização de energia (Energisa Comercializadora).

 
Nenhum comentário até o momento, Clique aqui para comentar!
 

Publicidade

Microdata

Publicidade

Life FM
Massa FM