Saúde

Mais de 12 mil pessoas deverão ser vacinadas contra gripe em Adamantina

Vacinação é iniciada e vai atender grupos de risco, definidos pelo Ministério da Saúde.

Por: Natacha Dominato | PMA atualizado: 12 de abril de 2019 | 19h27
Vacina previne complicações da gripe em grupos de risco (Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil). Vacina previne complicações da gripe em grupos de risco (Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil).

A vacinação contra influenza começa hoje (10) em Adamantina e segue até o dia 31 de maio. A meta é vacinar 90% das 12.223 pessoas que integram os grupos prioritários no município.

Ao todo, em Adamantina, são 1954 crianças que tem até 5 anos, 11 meses e 29 dias; 1097 trabalhadores da saúde; 278 gestantes; 46 puérperas; 5.941 idosos; 2.253 pessoas portadoras de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais e 654 professores.

As unidades de saúde que estão aplicando a vacina são: ESF do Jardim Adamantina; ESF Vila Cicma (Postão); ESF Estância Dorigo; ESF Mário Covas; ESF Cecap; PAS I (Nove de Julho) e PAS II da Vila Jardim.

O atendimento acontece das 8h às 16h30 e no dia 04 de maio (sábado) todos os postos estarão abertos das 8h às 17h. (Continua após a publicidade...)

Publicidade

Supermercado Godoy
Monalisa Adamantina

Publicidade

Haddad
Rede Sete Supermercado
JVR Segurança
Daiane Mazarin Estética

Campanha nacional (*)

A Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza começou nesta quarta-feira (10) em todo o país. O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, participou do lançamento oficial da Campanha em Porto Alegre (RS). A pasta pretende vacinar 58,6 milhões de pessoas, entre os dias 10 de abril e 31 de maio. Para isso, enviou aos estados 63,7 milhões de doses da vacina. 

A meta do Ministério da Saúde é vacinar pelo menos 90% de cada um dos grupos prioritários. A escolha dos grupos que receberão a vacina segue recomendação da Organização Mundial de Saúde (OMS). Essa definição também é baseada em estudos epidemiológicos e no comportamento das infecções respiratórias, que têm como principal agente os vírus da gripe. Por isso, são priorizadas as populações com maior chance de complicações e óbitos por Síndrome Respiratória Aguda Grave.

Em 2018, as gestantes e as crianças foram os únicos grupos que ficaram abaixo da meta, com 80,8% e 77,8% de cobertura, respectivamente. Todos os outros grupos atingiram o patamar de 90%. Neste ano, a faixa-etária do público infantil foi ampliada. Durante a campanha, receberão a vacina todas as crianças entre 6 meses e menores de 6 anos de idade (5 anos, 11 meses e 29 dias). Até o ano passado, eram vacinadas as crianças menores de 5 anos. (*) Com informações do Ministério da Saúde.

Publicidade

Clinica Lu Applim
Cinema

Publicidade

Insta do Siga Mais