Cidades

Reeducandas da Penitenciária de Tupi Paulista produzem os novos mascotes do Hospital de Esperança

Mascotes do Hospital de Esperança, “João e Maria”, já estão disponíveis para venda.

Por: Da Redação | Colaborou: Amanda Albuquerque atualizado: 6 de dezembro de 2023 | 18h38
Os novos mascotes Jo?o e Maria (Reprodu??o/Hospital de Esperan?a PP). Os novos mascotes Jo?o e Maria (Reprodu??o/Hospital de Esperan?a PP).

Uma iniciativa de amplo alcance une duas instituições – o Hospital de Esperança (HE) de Presidente Prudente e a Penitenciária Feminina de Tupi Paulista – e oferece ao público a oportunidade contribuir com a captação de recursos para ações em prol do combate ao câncer pela unidade de saúde de alta complexidade, e com a ressocialização de mulheres que cumprem penas no sistema prisional da região.

Representantes do HE e da Penitenciária de Tupi Paulista (Bruna Zambon).

As duas instituições se uniram para produzir a edição 2023 dos mascotes “João e Maria”, que representam o HE e conectam seus idealizadores, seus representantes e a comunidade. O projeto foi coordenado pela mastologista Maria Assunção Azevedo Guedes, em parceria com a Penitenciária Feminina de Tupi Paulista, na figura da diretora da unidade prisional, Adriana Alkmin.

Maria Assunção, coordenadora do Projeto (Bruna Zambon).

Maria Assunção explica que João e Maria representam toda a entidade de saúde: a diretoria, o corpo clínico, colaboradores e todos os voluntários do hospital – com seus braços longos para que possam abraçar, acolher e cuidar. “Os pacientes são representados por meio das pernas longas, para que eles possam vir até o hospital, ter a sua chama de esperança acesa e receber o tratamento necessário”, detalha, conforme conteúdo enviado à imprensa pelo HE.

Adriana Alkmin, diretora da penitenciária (Bruna Zambon).

Os bonecos são produzidos por meio do projeto de qualificação de um grupo de detentas. A iniciativa, além de colaborar com o HE, promove a ressocialização dessas mulheres, permitindo com que contribuam para o bem social por meio do seu trabalho.

Publicidade

Dr. Paulo Tadeu Drefahl | Cirurgião Plástico
Supermercado Godoy

Publicidade

JVR Segurança
Rede Sete Supermercado

A edição 2023 dos mascotes conta com a parceria do Grupo Ideia, por meio da doação das embalagens para a comercialização. Os bonecos estão disponíveis para a venda na Loja do HE, localizada no andar térreo da instituição e com funcionamento de segunda a sexta-feira, das 7h às 11h30 e das 12h50 às 17h. Para mais informações, ligue (18) 2104-8020.

João e Maria: mensageiros da esperança

No texto distribuído à imprensa, o HE destaca sobre a iniciativa e seu alcance na promoção da esperança e na união de pessoas pelo mesmo propósito, no enfrentamento ao câncer. Veja:

“A esperança é o sentimento de poder realizar aquilo que se deseja, é a confiança em coisas boas, é ter a esperança de uma vida melhor. Não por acaso, ela está ao lado da fé e da caridade.

O sentimento de esperança representa exatamente os valores do nosso hospital. Temos a nossa âncora, composta pelo ciclo do tratamento, o círculo de voluntários, os ideais, a medicina, a estrutura, o corpo clínico, os colaboradores, a satisfação, o pensamento positivo e a cura dos pacientes.

Neste sentido, nossos mascotes "João e Maria" também transmitem a esperança que simboliza e nutre a nossa instituição. Portanto, gostaríamos de agradecer todos aqueles que participaram da confecção dos mascotes, desde a coordenação, a unidade prisional e as mulheres envolvidas no projeto.

Por fim, convidamos toda comunidade a se juntar à essa corrente de esperança e amor ao próximo. Adquiram nossos mascotes, divulguem e participem da luta contra o câncer. Afinal, somos por todos e para todos contra o câncer”.

Mascotes estão disponíveis para a venda na Loja do HE (Bruna Zambon).

Polvo do amor, toucas, turbantes infantis e tiaras

A atuação de reeducandas da Penitenciária Feminina de Tupi Paulista já ocorreu em projetos semelhantes, mostrados em 2019 e 2020 pelo SIGA MAIS.

Publicidade

Daiane Mazarin Estética

Quatro anos atrás, em dezembro de 2019, a Rede de Combate ao Câncer de Adamantina recebeu uma doação de materiais produzidos pelas detentas, com 120 peças, entre toucas e turbantes infantis e tiaras para adultos.

Outras instituições e hospitais da região, em Tupã, Dracena e Presidente Prudente também receberam kits produzidos pelas participantes do projeto “Polvo do Amor”. Foram produzidas cerca de 1.200 peças. O HE foi um dos hospitais atendidos na época.

Depois, em julho de 2020 a clínica psiquiátrica PAI Nosso Lar, de Adamantina, recebeu um kit com 92 toucas de lã, também produzidas pelas detentas, no âmbito do projeto “Polvo do Amor”.

Publicidade

Cóz Jeans
Shiba Sushi Adamantina

Publicidade

Insta do Siga Mais