Ensino

Publicações científicas da UniFAI passam a ter identificação digital

Instituição obteve registro junto a Associação Brasileira de Editores Científicos (ABEC).

Por: Priscila Caldeira | UniFAI atualizado: 29 de junho de 2022 | 10h18
Coordenador de Comunicação Científica, Prof. Dr. Fábio Botteon, ressaltou que a conquista é fruto de parceria com a PROPPG (Foto: Priscila Caldeira). Coordenador de Comunicação Científica, Prof. Dr. Fábio Botteon, ressaltou que a conquista é fruto de parceria com a PROPPG (Foto: Priscila Caldeira).

A Coordenadoria de Comunicação Científica do Centro Universitário de Adamantina (UniFAI) obteve neste mês de junho o registro das publicações científicas da instituição por meio do Digital Object Identifier (DOI), em tradução livre, o Identificador de Objetos Digitais, utilizado para identificação de arquivos digitais em geral. A conquista sedimenta um trabalho realizado em parceria com a Pró-reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação (PROPPG).

Agora credenciada na Crossref, uma instituição internacional sem fins lucrativos composta por editoras e instituições científicas que atua para aprimorar a catalogação de publicações científicas, as publicações de ciência da UniFAI serão acessíveis pelo mundo.

Graças ao registro adquirido junto a Associação Brasileira de Editores Científicos (ABEC), será possível a indexação de trabalhos científicos do Centro Universitário em grandes plataformas de repositórios digitais nacionais e internacionais como o Scielo.

Com essa medida, a revista científica institucional Omnia passará a ser eletrônica em 2023. “Na transição, ainda teremos ao menos uma edição impressa neste ano, com os trabalhos premiados dos Congressos Científicos 2022”, explica o coordenador de Comunicação Científica, Prof. Dr. Fábio Alexandre Guimarães Botteon.

Publicidade

Daiane Mazarin Estética
Supermercado Godoy

Publicidade

Rede Sete Supermercado
JVR Segurança

O docente reforça a importância do registro para a instituição. “A Crossref é uma entidade internacional que faz com que todos os nossos artigos científicos e as publicações tenham um código intitulado metadado, que permite o depósito nas grandes bases de pesquisa científica do mundo. Por meio do DOI, todos os artigos publicados terão preservadas a sua propriedade intelectual e estarão disponíveis para serem indexados nas grandes plataformas de repositório digital como PubMed, MedLine, Scielo e Google Acadêmico, entre outras”, ressalta. 

A identificação digital em cada artigo científico também fornece métricas aos autores que permitem analisar a quantidade de acessos. 

“Com nossa filiação à Crossef, temos um prefixo e usuário, que realmente nos qualifica no cenário científico, fazendo com que toda a produção de conhecimento proveniente da PROPPG possa ser divulgada e apreciada por pesquisadores. Isso é muito importante, porque vai promover o desenvolvimento e a utilização compartilhada da produção científica da UniFAI com o mundo”, finaliza.

Publicidade

Nova Foto e Ótica
Tio Panda Adamantina