Coronavírus

Mulher que morreu na segunda-feira é o segundo óbito positivo por Covid-19 em Adamantina

Adamantina tem 29 casos positivos da doença (com 13 pacientes curados e duas mortes).

Por: Da Redação atualizado: 18 de maio de 2020 | 17h20
Mulher que morreu na segunda-feira é o segundo óbito positivo por Covid-19 em Adamantina

A Secretaria Municipal de Saúde de Adamantina informa, em nota, que o óbito tido como suspeito de Covid-19 registrado na segunda-feira (11), foi confirmado nesta sexta-feira (15) como positivo para a doença. A paciente, de 63 anos, estava internada, foi encaminhada no sábado (9) para a UTI de Osvaldo Cruz, onde veio a falecer na manhã de segunda-feira.

Ainda de acordo com a nota da Secretaria Municipal de Saúde, foram registrados mais quatro casos positivos da Covid-19 nesta sexta-feira, todos munícipes comuns, que estão em isolamento domiciliar e não apresentam complicações.

Com isso, Adamantina apresenta 72 casos notificados, dos quais 12 casos aguardando resultados dos exames, 31 casos negativos, 44 casos com monitoramento encerrado e 29 casos positivos (dos quais, 13 com pacientes curados e 2 óbitos confirmados).

Coronavírus alcança 70% do território do estado de SP e provoca mais de 4,5 mil mortes

O novo coronavírus já está em 70,5% das cidades do estado de São Paulo e provocou 4.501 mortes até o momento, conforme balanço desta sexta-feira (15) pelo Governo de SP, atualizado às 14h. Em decorrência da expansão da doença no território, hoje, mais de 40% dos casos e óbitos por Covid-19 referem-se a pessoas que residiam no interior, litoral e Grande São Paulo.

Essas regiões totalizam, nesta sexta (15), 1.827 mortes e 24.386 pessoas infectadas, entre um total de 58.378 casos confirmados em todo o estado. Houve um ou mais infectados em 455 municípios, dos 645 que integram o estado, e 209 deles têm registro de pelo menos uma vítima fatal da doença.

Nesta sexta, há 10,1 mil pacientes internados em São Paulo, sendo 3.904 em UTI e 6.205 em enfermaria. A taxa de ocupação dos leitos de UTI reservados para atendimento a Covid-19 é de 68,8% no estado de São Paulo e 84,4% na Grande São Paulo. “Nós já totalizamos 70 mil testes que foram liberados em relação à Covid-19”, afirmou o Secretário de Estado da Saúde, José Henrique Germann, durante coletiva de imprensa desta sexta (15).

“Desde o dia 9 de abril, nós fizemos 55 mil testes de PCR. Pacientes leves e com sintomas gripais, a partir da semana que vem, serão incluídos na testagem RT-PCR”, destacou o Coordenador do Centro de Contingência do Coronavírus de São Paulo e diretor do Instituto Butantan, Dimas Tadeu Covas, também durante a entrevista coletiva. (Continua após a publicidade...)

Publicidade

Clínica Savi
Siga Comunicação
Supermercado Godoy

Publicidade

Dra Maria Gabriela Tiveron
JVR Segurança
Daiane Mazarin Estética
Rede Sete Supermercado

Perfil da mortalidade

Entre as vítimas fatais, estão 2.673 homens e 1.828 mulheres. Os óbitos continuam concentrados em pacientes com 60 anos ou mais, totalizando 73% das mortes. Observando faixas etárias subdividas a cada dez anos, nota-se que a mortalidade é maior entre 70 e 79 anos (1.089 do total), seguida por 60-69 anos (1.029) e 80-89 (873).

Também faleceram 293 pessoas com mais de 90 anos. Fora desse grupo de idosos, há também alta mortalidade entre pessoas de 50 a 59 anos (643 do total), seguida pelas faixas de 40 a 49 (330), 30 a 39 (188), 20 a 29 (39) e 10 a 19 (12), e cinco com menos de dez anos.

Os principais fatores de risco associados à mortalidade são cardiopatia (58,7% dos óbitos), diabetes mellitus (43,7%), doença neurológica (11,4%), doença renal (10,8%) e pneumopatia (9,7%). Outros fatores identificados são imunodepressão, obesidade, asma e doenças hematológica e hepática.

Esses fatores de risco foram identificados em risco: 3.636 pessoas que faleceram por Covid-19 (80,8%) do total. A relação de casos e óbitos confirmados por cidade pode ser consultada em: https://www.saopaulo.sp.gov.br/coronavirus/.

A Secretaria Municipal de Saúde recomenda

- Fique em casa, evite sair sem necessidade e evite aglomerações;

- Caso seja necessário sair de casa, use uma máscara de proteção facial;

- Lavar bem as mãos por 20 segundos com Água e sabão e, utilizar álcool em gel quando não há torneira e sabão por perto;

- Cobrir o nariz e boca com o braço quando for tossir ou espirrar;

- Evite tocar o rosto com as mãos, principalmente olhos, nariz e boca;

- Não compartilhe objetos pessoais;

- Em casos de sintomas como tosse seca, espirros frequentes, febre e/ou dificuldade respiratória ligar para a Unidade Básica de Saúde mais próxima.

Publicidade

Cinema

Publicidade

Insta do Siga Mais