Coronavírus

Em tempo de recolhimento social, padres levam imagem de Nossa Senhora às ruas de Adamantina

Sem contato físico com o público, padres levam imagem de Nossa Sra. Aparecida pelas ruas da cidade.

Por: Da Redação atualizado: 26 de março de 2020 | 18h38
Em tempo de recolhimento social, padres levam a imagem de Nossa Senhora Aparecida pelas ruas de Adamantina (Reprodução). Em tempo de recolhimento social, padres levam a imagem de Nossa Senhora Aparecida pelas ruas de Adamantina (Reprodução).

A partir de uma experiência vivida na Itália, face ao isolamento social naquele país diante da disseminação e riscos do novo coronavírus (Covid-19), onde um padre italiano decidiu levar a imagem de Nossa Senhora pelas ruas, a iniciativa é reproduzida em Adamantina, que também vive momentos de restrições, isolamento e cuidados face à doença.

Inspirado no religioso italiano, o padre Afonso Maniscalco (Paróquia Nossa Senhora de Fátima) sensibilizou e mobilizou os colegas locais Rui Rodrigues da Silva (Paróquia de Santo Antônio) e Paulo Joaquim de Souza “Quinzinho” (Paróquia São Francisco de Assis), que juntos peregrinam pelas principais ruas da cidade, dentro do território das três paróquias, para levar uma mensagem  de emoção, fé e esperança.

Decididos a promoverem esse trabalho, buscaram orientações junto às autoridades locais e seguem todas as recomendações. Os religiosos também tiveram a preocupação de orientar os fiéis para que não saiam das casas quando da passagem do veículo. (Continua após a publicidade...)

Publicidade

Clínica Savi
Supermercado Godoy

Publicidade

Daiane Mazarin Estética
Rede Sete Supermercado
JVR Segurança

Na carroceria de uma caminhonete, e sem contato físico com o público, os padres têm circulado pelas ruas da cidade com uma imagem de Nossa Senhora Aparecida, padroeira do Brasil. O veículo também reproduz músicas religiosas.

Segundo o padre Rui, a iniciativa observa todos os cuidados recomendados pelas autoridades locais e leva uma mensagem de fé e esperança à população de Adamantina, em tempos de restrição e recolhimento social face aos riscos de disseminação do novo coronavírus. “Apesar de tudo não podemos perder a esperança”, afirma.

Ao perceber a aproximação pelas casas, os moradores saem para a área externa dos imóveis e se emocionam com a iniciativa

No domingo, se as circunstâncias ainda permitirem, os padres irão circular pelas ruas da cidade, em carro aberto, com o Jesus Cristo Eucarístico no ostensório, um dos elementos mais marcantes fé católica.

Publicidade

Cinema

Publicidade

Insta do Siga Mais