Saúde

Prefeitura contrata 2.317 exames de ressonância e ultrassom para reduzir fila de espera

Serão realizados 2.100 exames de ultrassom e 217 de ressonância magnética.

Por: Da Redação atualizado: 4 de janeiro de 2019 | 09h52
Serão 217 exames de ressonância magnética (acima) e 2.100 exames de ultrassonografia (Ilustração). Serão 217 exames de ressonância magnética (acima) e 2.100 exames de ultrassonografia (Ilustração).

Em licitação pública realizada neste mês de dezembro, a Prefeitura de Adamantina finalizou o processo de contratação de empresa especializada na realização de exames médicos de ultrassonografia e ressonância magnética nuclear, com emissão dos respectivos laudos.

O processo licitatório (Pregão nº 68/1018) teve o extrato da Ata de Registro de Preços publicado em 26 de dezembro último. Agora, a Prefeitura segue os ritos burocráticos finais que permitirão a assinatura do contrato para que a empresa vencedora possa iniciar a execução dos serviços.

De acordo com o Pregão, foram licitados 217 exames de ressonância magnética, ao preço unitário de R$ 400, e 2.100 exames de ultrassonografia, ao valor unitário de R$ 65. O valor total dos serviços licitados é de R$ 223.300,00, sagrando-se como vencedora a empresa Pires Dinartes Saúde Ltda (Instituto e Radiologia IRAD de Tupã).

Puderam participar da licitação empresas do ramo instaladas num raio de 100 km de Adamantina. Sendo vencedora a empresa tupãense, a Prefeitura de Adamantina promoverá o transporte dos pacientes até a clínica.

Com isso segundo o prefeito Márcio Cardim e o secretário municipal e saúde Gustavo Taniguchi Rufino, busca-se reduzir a fila de espera pela realização desses exames. (Continua...) 

Publicidade

SuperGodoy

Publicidade

Haddad
  

Os recursos financeiros para a realização desses exames são provenientes de apoio financeiro repassado pelo Governo Federal ao Municípios, e a utilização dos recursos, para essa finalidade, foi autorizada por lei municipal aprovada em setembro passado, pelo legislativo adamantinense, que permitiu a suplementação orçamentária.

Em setembro passado o secretário explicou que já foi realizada uma retriagem, permitindo chegar a esse universo de exames. Ele revelou que há registros de pedidos de exames datados de 2010.

Segundo o secretário, na retriagem esses pacientes foram orientados a aguardar chamado telefônico da equipe da Secretaria Municipal de Saúde, quando o paciente será informado sobre o local, data e horário para realizar os exames.

Publicidade

Clinica Lu Applim

Publicidade

Youtube