Saúde

Hospital das Clínicas de Marília retoma as cirurgias eletivas de forma gradativa

Equipes do Hospital já estão em contato com os pacientes.

Por: Da Assessoria atualizado: 31 de agosto de 2021 | 17h24
Para as cirurgias eletivas, os pacientes devem manter todos os cuidados e orientações relacionados a Covid-19. É fundamental estar bem de saúde no momento dos procedimentos (Ilustração. Imagem de Ahmad Ardity por Pixabay). Para as cirurgias eletivas, os pacientes devem manter todos os cuidados e orientações relacionados a Covid-19. É fundamental estar bem de saúde no momento dos procedimentos (Ilustração. Imagem de Ahmad Ardity por Pixabay).

O Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Marília (HCFAMEMA) retomou a realização de cirurgias eletivas (agendadas) neste mês de agosto. A medida foi possível por causa da diminuição dos casos da Covid-19, o que permitiu a liberação dos leitos de internação. Porém, em caso de necessidade, os leitos poderão ser redirecionados de acordo com a situação epidemiológica da pandemia.

As equipes do Departamento de Atenção à Saúde Ambulatorial Especializada e Hospital Dia (DASAMB) já estão em contato com os pacientes. As cirurgias eletivas serão realizadas de maneira gradual até atingir a capacidade máxima de atendimento do HCFAMEMA. “A retomada vai começar a diminuir o represamento causado pela pandemia, pois muitos pacientes estavam aguardando por cirurgias. Com a retomada, pretendemos atender a todos de maneira responsável e dentro das nossas possibilidades epidemiológicas”, conta a Gerente de Atenção ao Centro Cirúrgico, Dra. Iara Alves Coelho Sganzella.

Publicidade

Clínica Savi
Supermercado Godoy

Publicidade

Rede Sete Supermercado
Daiane Mazarin Estética
JVR Segurança

Para as cirurgias eletivas, os pacientes devem manter todos os cuidados e orientações relacionados a Covid-19. É fundamental estar bem de saúde no momento dos procedimentos. Caso o paciente, ou algum parente próximo com quem teve contato, apresente sintomas gripais, a cirurgia é suspensa.

Pensando também na segurança do paciente e da equipe médica, neste momento de pandemia não é permitido ter acompanhante no período de internação da cirurgia eletiva.

Segundo a diretora técnica do DASAmb, Cristina Toshie de Macedo Kuabara, todas as especialidades serão contempladas, obedecendo a demanda de cada disciplina. “As cirurgias oncológicas nunca pararam, mas as de patologias benignas tiveram que ser suspensas. Como o retorno é gradual, será um processo longo até atender toda a demanda, mas estamos começando e vamos atender nossos pacientes da melhor maneira possível”, comenta Cristina.

Publicidade

Tio Panda Adamantina

Publicidade

Insta do Siga Mais