Saúde

Fique em casa: em Adamantina, idosos são vacinados nas residências, contra a gripe

Vacinação para os idosos, em casa, vai acontecer durante todo o período da campanha, em Adamantina.

Por: Da Redação atualizado: 31 de março de 2020 | 14h47
Em Adamantina, idosos são vacinados em casa, contra a gripe. Além da imunização, medida protege grupo de risco contra a exposição ao novo coronavírus  (Foto: Antonio Cruz/ Agência Brasil). Em Adamantina, idosos são vacinados em casa, contra a gripe. Além da imunização, medida protege grupo de risco contra a exposição ao novo coronavírus (Foto: Antonio Cruz/ Agência Brasil).

Prossegue em Adamantina a campanha de vacinação contra a gripe, que atende, prioritariamente nesta etapa, idosos e profissionais de saúde.

Na cidade, a Secretaria Municipal de Saúde adotou uma estratégia para vacinar os idosos (mais de 60 anos) em suas casas. Esse é considerado o principal grupo de risco para transmissão do novo coronavírus (Covid-19), e a decisão visa mantê-los em seus endereços, longe dos espaços de saúde, para evitar contatos, exposição desnecessárias e aglomerações. "Esma medida foi adotada para que o grupo de risco dos idosos evite sair de suas casas e fique desta forma mais protegido”, informa o órgão.

Para esse trabalho a campo, a Secretaria Municipal de Saúde montou oito equipes, que vão às casas dos idosos. Não é preciso telefonar para agendar. As equipes usarão os dados cadastrais da população, identificarão as pessoas idosas e irão até as casas aplicar a vacinação. “Não venham até as unidades de saúde para a vacinação da gripe. A Secretaria de saúde vai até você”, reforça.

Novo coronavírus

A vacina contra influenza não tem eficácia contra o coronavírus. No entanto, em virtude da pandemia de coronavírus, poderá auxiliar profissionais de saúde na exclusão do diagnóstico para o covid-19, já que os sintomas são parecidos.

Segundo o ministério, casos mais graves de infecção por coronavírus têm sido registrados pelo mundo em pessoas acima de 60 anos, grupo que corresponde a 20,8 milhões de pessoas no Brasil. Por isso, a primeira etapa da campanha contempla esse público.

A vacina contra a gripe, composta por vírus inativado, é trivalente e protege contra os três vírus que mais circularam no Hemisfério Sul em 2019: Influenza A (H1N1), Influenza B e Influenza A (H3N2). 

Para receber a vacina contra a gripe, fique em casa

A população idosa de Adamantina será vacinada contra a gripe durante todo o período da campanha, e não somente na fase inicial, para que assim as equipes de vacinação tenham condições de visitar todos os endereços onde há idosos, que já são visitados e conhecidos no trabalho de rotina realizado pelos agentes comunitários de saúde. A Secretaria Municipal de Saúde reforça para que os idosos fiquem em casa, até a chegada de uma equipe.

Se há alguma residência que não receba a visita do agente comunitário de saúde, ou um idoso que tenha eventualmente murado de endereço, é importante informar, por telefone, à unidade básica de saúde mais próxima.

Telefones das unidades básicas de saúde de Adamantina:

Centro de Saúde (Postão): (18) 3502-3145

UBS Nove de Julho (UniFAI 1): ESF Centro e ESF Vila Industrial: (18) 3522-5084

UBS Vila Jardim: ESF Vila Jardim, ESF Vila Jamil e ESF Jardim Brasil: (18) 3522-8041

ESF Jardim Adamantina: (18) 3522-4574

ESF Dorigo: (18) 3521-3536

UBS Vila Cicma: (18) 3502-3149

ESF Cecap: (18) 3522-5023

UBS Mário Covas: ESF Mário Covas I e ESF Mário Covas II: (18) 3522-2619 (Continua após a publicidade...)

Publicidade

Supermercado Godoy
Clínica Savi

Publicidade

Daiane Mazarin Estética
Dra Maria Gabriela Tiveron
Rede Sete Supermercado
JVR Segurança

Próximas etapas da vacinação contra a gripe

O governador João Doria anunciou nesta quarta-feira (25) a antecipação da vacinação contra gripe, a partir da próxima segunda-feira (30), para policiais militares, civis e profissionais do Corpo de Bombeiros (veja mais). A vacinação deste público estava prevista para começar no dia 16 de abril, mas foi adiantada dentro das estratégias de combate ao coronavírus (Covid-19) em São Paulo.

A partir do dia 16 de abril, serão vacinados os professores e pacientes com doenças crônicas, como asma, diabetes, doenças imunossupressoras e outras.

No dia 9 de maio, começa a terceira etapa, dirigida a gestantes, puérperas (com até 45 dias após o parto), crianças a partir de seis meses e menores de seis anos, povos indígenas e demais grupos prioritários, inclusive dois novos públicos inseridos a partir deste ano: os adultos de 55 a 59 anos e as pessoas com deficiência (física, auditiva, visual, intelectual e mental ou múltipla). Na data de início dessa última etapa, também está previsto o “Dia D" de Mobilização Nacional, quando os postos deverão funcionar no sábado, das 8h às 17h. 

Publicidade

Clinica Lu Applim
Cinema

Publicidade

Insta do Siga Mais