Saúde

Dia D de vacinação contra sarampo acontece neste sábado (15)

Campanha é dirigida a pessoas na faixa de 5 a 19 anos que ainda não receberam as doses necessárias.

Por: Ludhmila Jorge | PMA atualizado: 15 de fevereiro de 2020 | 19h56
Neste sábado (15) será realizado em Adamantina e em todo território Nacional o Dia D de Vacinação contra Sarampo (Foto: Siga Mais). Neste sábado (15) será realizado em Adamantina e em todo território Nacional o Dia D de Vacinação contra Sarampo (Foto: Siga Mais).

Com a campanha de vacinação contra o sarampo iniciada nesta segunda-feira (10), o Município de Adamantina promove também o Dia D, dia de mobilização Nacional. Será neste sábado (15) e os postos municipais ficarão abertos para facilitar o acesso dos pais e responsáveis.

Objetivo da campanha é alcançar pessoas na faixa etária de 5 a 19 anos que ainda não receberam as doses necessárias; postos de SP também aplicarão vacina contra febre amarela em quem ainda não está imunizado.

Até o dia 13 de março, as doses estarão disponíveis em todos os postos de vacinação do Estado de São Paulo. A vacina tríplice viral protege contra sarampo, rubéola e caxumba. É importante comparecer aos postos de saúde com a carteirinha de vacinação, para que um profissional verifique a necessidade de aplicação da dose.  

(Reprodução/Fiocruz)

Cenário epidemiológico de sarampo

O Centro de Vigilância Epidemiológica estadual realiza monitoramento contínuo da circulação do vírus. Em 2020, até o momento, foram 1.352 casos, sem óbitos. Em 2019, 16.075 casos e 14 mortes decorrentes de complicações pelo sarampo.  (Continua após a publicidade...)

Publicidade

Clínica Savi
Supermercado Godoy

Publicidade

Daiane Mazarin Estética
JVR Segurança
Rede Sete Supermercado

Vacinação contra Febre amarela

 No Estado de São Paulo, os postos de saúde oferecerão também a vacina contra febre amarela, para pessoas a partir de 9 meses. A dose pode ser aplicada simultaneamente com a tríplice viral, caso haja necessidade, em pessoas a partir de 2 anos de idade. Em crianças com idade inferior, será priorizada a vacina contra o sarampo e agendada a aplicação da vacina contra febre amarela para quatro semanas depois.

A vacina contra febre amarela leva dez dias para garantir proteção efetiva, e é fundamental para pessoas que vão circular em áreas verdes no Carnaval, por exemplo.

Em 2020, não houve casos da doença, até o momento. Em 2019, foram 67 casos de febre amarela silvestre, com 13 óbitos. Vale ressaltar que o tipo de vírus que circula atualmente em SP é silvestre, transmitidos pelos mosquitos Haemagogus e Sabethes. Não há relação com o Aedes aegypti. Não há casos de febre amarela urbana no Brasil desde 1942.

Publicidade

Cinema
Clinica Lu Applim

Publicidade

Insta do Siga Mais