Saúde

Dengue: de 11.153 imóveis vistoriadas em junho, 48% tinham possíveis criadouros

Secretaria de Saúde de Adamantina divulga dados sobre intensificação de combate à dengue.

Por: Da Redação atualizado: 14:36
Trabalho a campo revelou cenário preocupante: cuidados com locais que possam acumular água deve ser permanente (Imagem: Ilustração). Trabalho a campo revelou cenário preocupante: cuidados com locais que possam acumular água deve ser permanente (Imagem: Ilustração).

Durante todo o mês de junho, no ambiente de situação de emergência decretada pelo município de Adamantina decorrente do crescente número de casos de dengue na cidade, as ações envolvendo vistorias em imóveis pelas equipes de saúde revelaram um dado preocupante.

Segundo nota da Prefeitura de Adamantina divulgada na manhã desta quarta-feira (10), Do total de 11.153 imóveis visitados no mês de junho pelas equipes de saúde, 5.357 apresentaram possíveis criadouros do mosquito Aedes Aegypti, transmissor da dengue e outras doenças. Os mais de 5 mil imóveis representam 48,03% do total de locais visitados.

Ainda de acordo com os números divulgados nesta quarta-feira, do total de 11.153 imóveis visitados, em 351 deles - 3,14% - foram encontradas larvas do mosquito. E em 1.735 imóveis - 15,55% - foi realizado o controle mecânico com os profissionais da saúde. Na prática, o controle mecânico é eliminar locais que possam acumular água, como o simples ato de virar recipientes (garrafas, latas e outros objetos) de boca para baixo.

No trabalho à campo – além do controle mecânico – as equipes de saúde realizaram a aplicação de larvicida. Na nota, a coordenadora do controle de vetores, Francine de Brito Alves, explica que todos os bairros da cidade foram visitados e o larvicida aplicado, porém os trabalhos continuam.

Conforme Francine, foram observadas muitas larvas em garrafas retornáveis, garrafas pet, pneus, vasos sanitários, baldes, lonas, bebedouros de animais, vasos de plantas, depósito de água, piscinas, ralos e bandeja de geladeira. “Os agentes estão encontrando muitas larvas nas residências. As visitas são mensais, porém o ciclo de vida do mosquito é de 7 dias entre o ovo e o mosquito adulto, por isso pedimos que os cuidados com os quintais continuem semanalmente”, finaliza. (Continua após a publicidade...)

Publicidade

Clínica Savi
Monalisa Adamantina
Tio Panda Adamantina
Supermercado Godoy

Publicidade

Rede Sete Supermercado
JVR Segurança
Haddad
Daiane Mazarin Estética

Veja os números de cada semana do mês de junho

Na primeira semana do mês passado foram visitados 2.784 imóveis. Desse total, em 1.609 foram encontrados possíveis criadouros do Aedes Aegypti, 37 casas com larvas e os agentes de saúde executaram o controle mecânico em 404 residências.

Entre os dias 10 e 15 de junho, 2.879 residências receberam a visita dos agentes de saúde. Em 1.472 imóveis foram observados possíveis criadouros do mosquito do dengue, 26 imóveis com larvas e o controle mecânico foi feito em 304 casas.

Na terceira semana de junho, 2.673 casas foram visitadas. Do total vistoriado, em 1.345 foram encontrados possíveis criadouros do Aedes Aegypti, 270 com larvas e o controle mecânico foi executado em 419 casas.

De 24 a 29 de junho, a ação dos agentes de saúde foi executada em 2.817 casas e desse total, em 931 casas foram encontrados possíveis criadouros, 18 com larvas e em 608 o controle mecânico foi executado.

Publicidade

Iogurtes Carolina

Publicidade

Auto Doc

Publicidade

Cinema
Clinica Lu Applim

Publicidade

Insta do Siga Mais