Saúde

Adamantina tem 144 casos confirmados de dengue, com um óbito suspeito sob investigação

Dados atualizados foram divulgados nesta quarta-feira (4).

Por: Natacha Dominato | Comunicação/Prefeitura de Adamantina atualizado: 5 de maio de 2022 | 11h30
Objetos que acumulam água são criadouros do mosquito Aedes Aegypti, transmissor da dengue (Foto: Pedro Ventura/Agência Brasília). Objetos que acumulam água são criadouros do mosquito Aedes Aegypti, transmissor da dengue (Foto: Pedro Ventura/Agência Brasília).

De acordo com um balanço divulgado pela Vigilância Epidemiológica, Adamantina tem 144 casos de dengue confirmados em 2022. Ano passado, 11 pessoas contraíram a doença.

Até o momento, 753 foram notificados, 75 descartados e 534 estão em investigação, assim como um óbito segue sendo investigado.

De acordo com a enfermeira responsável pela Vigilância Epidemiológica, Myrian Rocha Prado, o município adquiriu testes rápidos e já está fazendo os exames nas unidades básicas de saúde para identificar os casos confirmados, pois desde o mês de março, o Laboratório Adolfo Lutz não tem realizado o exame por falta de kit.

“Temos visto que a dengue tem avançado. Por isso, pedimos que diante do aparecimento dos primeiros sintomas como febre, dores no corpo, manchas avermelhadas, dor de cabeça, a pessoa busque auxílio médico, pois infelizmente a doença pode matar”, orienta.

Os bairros que tem registrado casos são: Conjunto Mario Covas; Vila Cicma; Jardim Tipuanas; Campos Verdes; Centro; Vila Industrial; Jardim Adamantina; Vila Olivero; Jardim America; Estância Dorigo; Jardim Primavera; Vila Freitas; Jardim Bela Vista; Residencial Eldorado 2; Jardim das Acácias; Residencial Italia; Jardim Paulista. 

Publicidade

Daiane Mazarin Estética
Supermercado Godoy

Publicidade

JVR Segurança
Rede Sete Supermercado

Para combater o mosquito, o Departamento de Controle de Vetores segue com ações com o objetivo de combater o mosquito Aedes Aegypti. 

Os profissionais estão fazendo as visitas de rotina tendo como foco acabar com os criadouros, nebulização nos bairros em que os casos foram confirmados.

" A população precisa colaborar com as nossas ações cuidando cada um do seu quintal. Estamos trabalhando, mas os casos estão se confirmando. Por isso, mais uma vez reforçamos a necessidade de estar atento aos vasos de plantas, aos ralos e todos os demais recipientes que acumulam água”, pede a chefe do controle de vetores, Francine de Brito Alves.

Ainda segundo Francine, é importante receber a equipe de nebulização e seguir as orientações que antecedem a aplicação do adulticida, pois evitando criadouros e matando os mosquitos que já estão contaminados o avanço dos casos poderá ser contido. 

Publicidade

Tio Panda Adamantina

Publicidade

Insta do Siga Mais