Saúde

Adamantina já registra 440 casos de dengue neste ano

Mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, se reproduz em locais com água parada.

Por: Da Redação atualizado: 31 de março de 2020 | 18h11
Mosquito Aedes aegypti se prolifera em locais com água parada (Imagem: Agência Brasil). Mosquito Aedes aegypti se prolifera em locais com água parada (Imagem: Agência Brasil).

Em Adamantina, segundo levantamento realizado nesta semana pelo Siga Mais junto aos órgãos de saúde, a cidade contabiliza 440 casos positivos de dengue, neste ano. Em 2019 o saldo total foi de 2.731 casos de dengue na cidade. A doença é transmitida pelo mosquito Aedes aegypti, que se reproduz em ambientes com água parada.

Em Dracena, neste mês de março, duas pessoas morreram por causas relacionadas à dengue (reveja). O primeiro paciente era um aposentado de 83 anos, morador do Centro, e faleceu no dia 12 de março. O outro homem também era aposentado, tinha 78 anos, residia na Vila Barros e veio a óbito na segunda-feira, dia 16. Já em Paulicéia, também na região de Dracena, um mulher de 82 anos morreu em decorrência da doença (reveja).

Quais são os sintomas da dengue?

No entanto, a infecção por dengue pode ser assintomática (sem sintomas), leve ou grave. Neste último caso pode levar até a morte. Normalmente, a primeira manifestação da dengue é a febre alta (39° a 40°C), de início abrupto, que geralmente dura de 2 a 7 dias, acompanhada de dor de cabeça, dores no corpo e articulações, além de prostração, fraqueza, dor atrás dos olhos, erupção e coceira na pele. Perda de peso, náuseas e vômitos são comuns. Em alguns casos também apresenta manchas vermelhas na pele.

Na fase febril inicial da dengue, pode ser difícil diferenciá-la. A forma grave da doença inclui dor abdominal intensa e contínua, vômitos persistentes e sangramento de mucosas. Ao apresentar os sintomas, é importante procurar um serviço de saúde para diagnóstico e tratamento adequados, todos oferecidos de forma integral e gratuita por meio do Sistema Único de Saúde (SUS). (Continua após a publicidade...)

Publicidade

Clínica Savi
Supermercado Godoy

Publicidade

Daiane Mazarin Estética
Rede Sete Supermercado
JVR Segurança

Como prevenir a dengue?

A melhor forma de prevenção da dengue é evitar a proliferação do mosquito Aedes Aegypti, eliminando água armazenada que podem se tornar possíveis criadouros, como em vasos de plantas, lagões de água, pneus, garrafas plásticas, piscinas sem uso e sem manutenção, e até mesmo em recipientes pequenos, como tampas de garrafas.

Recentemente, neste mês de março, a Prefeitura de Adamantina realizou duas operações forçadas, se amparando em decisão judicial e com apoio da Polícia Militar, para eliminação de criadouros. Uma delas foi em uma estrada de terras, nas proximidades do Lar dos Velhos (reveja), e outra no Jardim Brasil (reveja).

Multa

Com base na Lei Municipal N° 3.870, de 8 de fevereiro de 2019, os proprietários de imóveis que possibilitem a proliferação do mosquito Aedes aegypti no município de Adamantina podem receber multas, com valores iniciais de 50 UFM, equivalente a R$ 182. Na reincidência o valor da multa sobe para 100 UFM – equivalente a R$ 364 – e pode chegar a 200 UFM – equivalente a R$ 728.

O proprietário e ou ocupante do imóvel também poderá receber uma multa caso impeça o agente de fiscalização entrar na residência. A sanção se aplica também aos imóveis fechados, abandonados. 

Questionado pelos vereadores Acácio Rocha e Alcio Ikeda em fevereiro, por meio do Requerimento Nº 008/2020, a Prefeitura de Adamantina informou, em resposta, que durante todo o ano de 2019 foram lavrados 15 autos de infração e imposição de penalidades, decorrente de infração à lei municipal.  

Publicidade

Cinema
Clinica Lu Applim

Publicidade

Insta do Siga Mais