Saúde

Adamantina investe em partículas naturais para combater a dengue

Parceria foi firmada entre a Prefeitura de Adamantina e a Unicamp.

Por: Natacha Dominato | Comunicação/Prefeitura de Adamantina atualizado: 24 de março de 2021 | 16h22
Unicamp desenvolveu uma pesquisa sobre o uso de partículas (cápsulas) naturais à base de amido de milho e óleo de tomilho (Divulgação/PMA). Unicamp desenvolveu uma pesquisa sobre o uso de partículas (cápsulas) naturais à base de amido de milho e óleo de tomilho (Divulgação/PMA).

A dengue é um problema que assola todos os municípios do Brasil. Em Adamantina isso não é diferente, porém com o objetivo de buscar formas de combater esse problema no município, a Prefeitura, por meio da Secretaria de Saúde, firmou uma parceria com a Universidade Estadual de Campinas (Unicamp).

A instituição desenvolveu uma pesquisa sobre o uso de partículas (cápsulas) naturais à base de amido de milho e óleo de tomilho. No momento em que entram em contato com a água que está presente em vasos, pneus, garrafas e entulhos, elas vão liberando os elementos aos poucos e combatendo as larvas. Agora, o estudo científico será realizado a campo em toda a cidade.

O trabalho mostra que a eficácia das partículas naturais atinge 95% no combate das larvas. “Por serem naturais, as partículas não oferecem risco à saúde humana”, afirma o secretário de saúde, Gustavo Taniguchi Rufino.  (Continua após a publicidade...)

Publicidade

Clínica Savi
Supermercado Godoy

Publicidade

JVR Segurança
Rede Sete Supermercado
Daiane Mazarin Estética

O município adquiriu 500 quilos do produto que será aplicado pelo Controle de Vetores no combate à dengue.

“Assim que tomamos conhecimento da pesquisa e de seus resultados fomos in loco checar as reais possibilidades de aplicá-lo em nosso município. A Unicamp é uma das mais conceituadas universidades do mundo e trabalha de forma exemplar o ensino, a pesquisa e a extensão. Tenho certeza que o protótipo que iremos usar aqui gerará resultados que servirão de base para publicações cientificas”, diz o prefeito Márcio Cardim.

Conforme explica o secretário municipal de saúde, o município receberá um treinamento realizado pelo corpo técnico da Unicamp e em breve será aplicado em todo o município. As cápsulas duram cinco ciclos de chuva.

“Adamantina foi o primeiro município do estado a colocar em prática o estudo. A secretaria de saúde está sempre atenta e buscando inovações para melhor atender à população”, finaliza.

Publicidade

Insta do Siga Mais

Publicidade

Cinema