Polícia

Sitiante é multado em R$ 3 mil por maus tratos em equino; fratura ocorreu quando ainda era potra

Homem alegou que a égua teria quebrado a perna quando era uma "potrinha" e assim a manteve.

Por: Da Redação atualizado: 9 de dezembro de 2022 | 16h40
Animal com deformidade na perna traseira direita, por ter ficando sem cuidados quando houve a fratura, ainda potrinha (Divulgação/PM Ambiental). Animal com deformidade na perna traseira direita, por ter ficando sem cuidados quando houve a fratura, ainda potrinha (Divulgação/PM Ambiental).

Nesta quarta-feira (7) uma equipe da Polícia Militar Ambiental realizou atendimento a denúncia de maus tratos a animal doméstico (égua), na qual o animal teria sido abandonado em uma estrada rural de acesso ao Assentamento Rosanela, em Rosana, no Pontal do Paranapanema, com uma das pernas fraturada.

(Divulgação/PM Ambiental).

A equipe localizou a égua confirmando a existência de uma lesão aparente na perna traseira direita (deformidade). O seu possuidor, um homem de 62 anos, foi identificado e alegou que o animal teria quebrado a perna quando era uma "potrinha" e assim a manteve solto, sem o devido acompanhamento de profissional habilitado. 

(Divulgação/PM Ambiental).

Conforme a PM Ambiental, a falta de tratamento adequado ocasionou a deformidade na perna do equino, comprometendo assim a sua locomoção.

Publicidade

Daiane Mazarin Estética
Supermercado Godoy

Publicidade

Rede Sete Supermercado
JVR Segurança

O envolvido disse aos policiais que teria vendido o animal junto a um negociador de equinos nas condições precárias de saúde encontradas pela equipe.

Diante da situação flagrada o proprietário rural foi autuado  por praticar atos de abuso e maus tratos a animal doméstico com multa no valor de R$ 3.000,00. A égua foi apreendida e devido à impossibilidade de sua destinação imediata, foi depositada ao seu possuidor permanecendo no sítio do autuado, em um cercado separado dos demais animais, onde receberá a assistência necessária.

(Divulgação/PM Ambiental).

Acompanhou a vistoria a equipe da Vigilância Sanitária de Euclides da Cunha Paulista, onde a médica veterinária do Município confirmou a fratura, bem como a deformidade, orientando o  envolvido a providenciar atendimento de médico veterinário especializado em tratamento de grandes animais.

Publicidade

Tio Panda Adamantina
Nova Foto e Ótica
Cóz Jeans

Publicidade

Insta do Siga Mais