Polícia

Polícia combate plano para resgatar Marcola da P2 em Venceslau

De acordo com o plano, grupo fortemente armado pretendia invadir penitenciária.

Por: Wagner Bueno | Portal Bueno atualizado: 12 de outubro de 2018 | 17h37
Tropa de choque reforça segurança nas proximidades da P2 (Foto: Wagner Bueno/Portal Bueno). Tropa de choque reforça segurança nas proximidades da P2 (Foto: Wagner Bueno/Portal Bueno).

O Serviço de Inteligência da Polícia Civil e Ministério Público, juntamente com a Secretaria de Administração Penitenciária (SAP) do Estado de São Paulo descobriram um plano de resgate de Marcos Willians Herbas Camacho, mais conhecido como Marcola, e líderes do Primeiro Comando da Capital – PCC, que cumprem pena na Penitenciária Maurício Henrique Guimarães Pereira, a P2 de Presidente Venceslau.
O PORTAL BUENO apurou junto as autoridades que o plano de resgate teria a participação de um grupo fortemente armado com explosivos, metralhadoras e fuzis. Todo equipamento seria utilizado para explodir as muralhas do presídio e atacar o corpo de segurança para entrar na unidade e resgatar Marcola e líderes da facção.
De acordo com a apuração do Serviço de Inteligência, o aeroporto de Presidente Venceslau, que fica próximo a penitenciária seria utilizado para a logística e fuga dos criminosos com aeronave.
Com o plano da organização desvendado, a Secretaria de Segurança Pública (SSP) começou a montar a ação para combater o suposto resgate e desde a última semana equipes policiais das Rondas Ostensivas Tobias de Aguiar (Rota) e do Grupo de Operações Especiais (Goe) iniciaram o deslocamento para Presidente Venceslau onde trabalham em medida preventiva.
Nesta terça-feira (09) chegou em Presidente Venceslau o caminhão do Choque da Polícia Militar de São Paulo com blindagem capaz de segurar tiros de fuzil. O blindado está próximo a P2 no trevo de entrada da cidade.
Já nesta quarta-feira (10) o juiz corregedor da Penitenciária 2 de Presidente Venceslau, Gabriel Medeiros, determinou o fechamento do aeroporto. Em sua decisão, o juízo afirma que há enorme preocupação com o aeroporto local por estar localizado "muito próximo" da penitenciária que abriga os principais líderes da facção. "Permitindo logística para atuação de referida organização criminosa".
O documento do juiz foi encaminhado para o prefeito Jorge Duran que atendeu a determinação e tomou medidas para fechar o aeroporto que está impedido de pouso ou decolagens de aeronaves, com a colocação de barreiras físicas (veja mais). No local há a presença de policiais.

Segurança

Toda ação de reforço policial com as tropas de elite da PM em Presidente Venceslau deve perdurar pelo prazo inicial de 20 dias. Durante o período viaturas da Rota e Goe estarão circulando pelas ruas da cidade em ações estratégicas. O helicóptero Águia da Polícia Militar também deve ser utilizado com sobrevoo.
O blindado da PM deve permanecer de forma estratégica nas proximidades da P2 durante a ação que é considerada preventiva.
Tanto a SAP como a SSP devem se pronunciar nos próximos dias com detalhes sobre a descoberta do plano de resgate de líderes do PCC em Venceslau.

Transferência

Nesta semana o juiz Fernando Antônio Pacheco Carvalho Filho decidiu pela transferência de um detento apontado como um dos tesoureiros do PCC. Ele está na P2 e deve ser transferido para o sistema penitenciário cearense.

Publicidade

Clinica Lu Applim

Publicidade

Youtube