Polícia

Policia Civil prende grupo ligado a jogo do bicho, agiotagem e lavagem de dinheiro na região

Segundo a Polícia Civil, associação criminosa movimentou mais de R$ 14 milhões em cinco anos.

Por: Da Redação atualizado: 11 de setembro de 2020 | 09h06
Além das quatro prisões, foram apreendidos materiais ligados ao jogo do bicho e um camionete (Cedida/Polícia Civil). Além das quatro prisões, foram apreendidos materiais ligados ao jogo do bicho e um camionete (Cedida/Polícia Civil).

Após um ano de investigação, foi realizada nesta quinta-feira (9) a “Operação Camouflage” visando a desarticulação de associação criminosa dedicada à exploração ilegal de jogo do bicho, agiotagem e lavagem de dinheiro em Regente Feijó/SP.

A investigação identificou que o grupo utilizava contas bancárias para incluir no sistema financeiro os valores advindos do jogo ilegal e da agiotagem em contas bancárias, movimentando mais de R$ 14 milhões no período de cinco anos.

(Cedida/Polícia Civil).

Segundo a Polícia Civil, a associação criminosa usava desses meios para ocultar ou dissimular a natureza e origem dos recursos financeiros ilícitos.

A partir dessas informações reunidas durante as investigações, a Polícia Civil foi a campo, nesta quinta-feira, para o cumprimento de 22 mandados judiciais expedidos pelo Poder Judiciário de Regente Feijó, sendo 17 mandados de buscas domiciliares, mandados de sequestro de 13 contas bancárias, e sequestro de bens imóveis e móveis. (Continua após a publicidade...)

Publicidade

Clínica Savi
Supermercado Godoy

Publicidade

Daiane Mazarin Estética
JVR Segurança
Rede Sete Supermercado

Também foram cumpridos 4 mandados de prisões temporárias, envolvendo três homens, detidos e encaminhados à cadeia de Adamantina, e uma mulher, encaminhada à cadeia de Dracena, onde permanecem detidos.

(Cedida/Polícia Civil).

Ainda de acordo com a Polícia Civil, também foram apreendidas máquinas digitais de aposta do jogo do bicho, bobinas de papel para máquinas de aposta, uma pistola Glock, munições, dois notebooks e uma camionete Toyota Hilux SRX.

O nome da operação faz alusão à camuflagem que é o conjunto de métodos que permitem ao caçador esconder-se no ambiente, antes de abater a presa.

Publicidade

Clinica Lu Applim
Cinema

Publicidade

Insta do Siga Mais