Polícia

Polícia Civil de Adamantina prende casal de estelionatários; vítima teve prejuízo de R$ 64 mil

Golpistas telefona para potenciais vítimas dizendo que o cartão bancário foi clonado.

Por: Da Redação atualizado: 12 de agosto de 2021 | 06h28
Carro, máquinas de cartão, cartões, comprovantes bancários, celulares e dinheiro apreendidos com o casal (Divulgação/Polícia Civil). Carro, máquinas de cartão, cartões, comprovantes bancários, celulares e dinheiro apreendidos com o casal (Divulgação/Polícia Civil).

Na tarde desta terça-feira (10) policiais civis da Delegacia de Investigações Gerais (DIG), da Delegacia de Investigações Sobre Entorpecentes (DISE) e da Delegacia Seccional de Adamantina identificaram e prenderam um casal de estelionatários que aplicavam o golpe do cartão, também conhecido como golpe do motoboy.

Ao tomar conhecimento de um caso ocorrido na cidade no início da tarde, os policiais civis iniciaram as diligências a fim de apurar a autoria do fato, resultando na informação de que se tratava de um casal de golpistas. Neste caso, o prejuízo da vítima passa de R$ 64 mil.

Após a identificação, outras diligências foram realizadas pelos investigadores, dessa vez na busca pela localização dos acusados. No final da tarde os policiais civis encontraram o casal hospedado em um hotel localizado no centro da cidade.

Com os criminosos, um homem de 25 anos e uma mulher de 42, vindos da cidade de São Paulo, foram encontrados diversos cartões das vítimas, comprovantes de transações bancárias, várias máquinas de cartões de crédito, uma carteira de habilitação falsa, celulares e grande quantia em dinheiro.

(Divulgação/Polícia Civil).

O casal foi conduzido à sede da DIG/DISE de Adamantina, onde a autoridade policial ratificou a voz de prisão pelos crimes de estelionato, organização criminosa e uso de documento falso.

Publicidade

Clínica Savi
Supermercado Godoy

Publicidade

Daiane Mazarin Estética
JVR Segurança
Rede Sete Supermercado

O golpe

O delegado da DIG, Rodrigo Pigozzi Alabarse, informa que o crime tem sido aplicado de maneira recorrente na região. O caso mais recente de prisão, pelo mesmo golpe, em Adamantina, foi na última sexta-feira (6).

Para que os criminosos consigam aplicar o golpe, pessoas entram em contato com a vítima por telefone, informando que são funcionárias de bancos e instituições financeiras, e alegando que os cartões da vítima foram clonados ou estão sendo utilizados indevidamente.

Nesse momento, um integrante da quadrilha vai até o endereço da vítima, a pretexto de recolher os cartões para levá-los aos bancos ou à polícia. Em posse dos cartões, os golpistas realizam saques em caixas eletrônicos, transferências de valores, realizam transações em máquinas de cartões próprias e fazem pagamentos de boletos.

A Polícia Civil reforça a necessidade de atenção em casos semelhantes, e esclarece que os bancos jamais solicitam senhas e dados pessoais por telefone, tampouco enviam funcionários para retirada de cartões em residências. 

Em caso de situações que pareçam suspeitas, a Polícia Civil orienta que as pessoas procurem a Delegacia de Polícia mais próxima ou liguem para o número 197.

Publicidade

Cóz Jeans
Tio Panda Adamantina

Publicidade

Insta do Siga Mais