Polícia

Polícia Ambiental flagra rinha de galos e multa infratores em R$ 321 mil

Cerca de 30 pessoas estavam no local. Parte do grupo fugiu, sendo 10 participantes autuados.

Por: Da Redação atualizado: 15 de setembro de 2020 | 19h27
Um dos animais feridos localizados pelos policiais, na rinha (Foto: Cedida/PM Ambiental). Um dos animais feridos localizados pelos policiais, na rinha (Foto: Cedida/PM Ambiental).

Neste sábado (12), após receber denúncia anônima sobre rinha de galo em uma propriedade rural no distrito de Costa Machado, município de Mirante do Paranapanema, duas equipes da Polícia Militar ambiental foram ao local e realizaram diligências afim de localizar o sítio.

Foi quando se  aproximaram de uma propriedade, onde havia um veículo e uma pessoa próximo a uma porteira (olheiro), e quando avistou a viatura policial empreendeu fuga para dentro da propriedade para avisar os participantes da rinha.

Ao chegarem no local (um barracão), os policiais se depararam com aproximadamente 30 pessoas, e quando avistaram as equipes empreenderam fuga em meio ao canavial, sendo abordadas 10 pessoas, sendo oito homens e duas mulheres (com idades entre 18 e 70 anos).

(Foto: Cedida/PM Ambiental).

(Foto: Cedida/PM Ambiental).

(Foto: Cedida/PM Ambiental).

(Foto: Cedida/PM Ambiental).

 (Foto: Cedida/PM Ambiental).

Em vistoria no barracão foram localizados 48 galos índios, alguns acondicionados em viveiros de madeira, outros em caixas de papelão e alguns em sacolas de pano (transportadeira), todos sem água e alimento, e em viveiros apertados. Foram localizados ainda três galos calçados com esporas de acrílico, que já haviam participados da rinha.

Durante a ocorrência, um galo índio que estava muito debilitado devido os ferimentos, veio a óbito.

Os policiais ambientais requisitaram uma equipe da Polícia Científica para realizar a perícia no local. A ocorrência foi apresentada na delegacia da Polícia Civil de Mirante do Paranapanema.(Continua após a publicidade...)

Publicidade

Supermercado Godoy
Clínica Savi

Publicidade

JVR Segurança
Daiane Mazarin Estética
Rede Sete Supermercado

Por parte do policiamento ambiental, foi elaborado um auto de infração ambiental (AIA) com base no Artigo 29 da Resolução SMA - 48/2014 (maus tratos aos galos índios), no valor de R$ 147 mil em desfavor do responsável pelo animais e 9 AIA por participar, mesmo como espectador, de luta entre animais da mesma espécie, no valor de R$ 3 mil cada, em desfavor dos nove espectadores da rinha. As infrações somaram totalizando um valor de R$ 174 mil. O total das multas aplicadas, segundo a PM Ambiental, soma R$ 321 mil.

(Foto: Cedida/PM Ambiental).

 (Foto: Cedida/PM Ambiental).

(Foto: Cedida/PM Ambiental).

 (Foto: Cedida/PM Ambiental).

 Ainda de acordo com a PM Ambiental, foram apreendidos 47 galos índios vivos, um galo índio morto, seis biqueiras de metal, cinco esporas de acrílico, quatro rebolos (rinha), uma balança para pesar os animais antes da rinha, uma mesa para medir altura dos animais e vinte sacolas transportadeiras de pano. Os animais foram apreendidos e depositados ao responsável da propriedade, por falta de local de destinação legal.

(Foto: Cedida/PM Ambiental).

(Foto: Cedida/PM Ambiental).

(Foto: Cedida/PM Ambiental).

 (Foto: Cedida/PM Ambiental).

Publicidade

Cinema
Clinica Lu Applim

Publicidade

Insta do Siga Mais