Polícia

Homens são flagrados pela PM Ambiental praticando pesca predatória no Rio Aguapeí, em Lucélia

Dois pescadores, de 31 e 44 anos, foram multados em R$ 1.050,00 cada.

Por: Da Redação atualizado: 21 de janeiro de 2023 | 13h20
Pescados apreendidos na fiscalização no Rio Aguapeí, em Lucélia (Divulgação/PM Ambiental). Pescados apreendidos na fiscalização no Rio Aguapeí, em Lucélia (Divulgação/PM Ambiental).

Nesta quinta-feira (19), durante a operação Piracema, uma equipe da Polícia Militar Ambiental realizou patrulhamento às margens do Rio Aguapeí, em Lucélia, e constatou a prática de pesca irregular de peixes nativos das espécies Curimbatá e Piapara,  totalizando 2,5 kg.

Em razão do período ser  destinado para a reprodução natural dos peixes nativos da bacia hidrográfica do Rio Paraná, conhecido como período de Piracema, sendo proibido a captura e o transporte de peixes nativos, foram elaborados dois Autos de Infração Ambiental (AIA) em desfavor dos pescadores de 31 e 44 anos de idade,  no valor de R$ 1.050,00 cada.

Publicidade

Supermercado Godoy
Daiane Mazarin Estética

Publicidade

JVR Segurança
Rede Sete Supermercado

A autuação é embasada no artigo  35 da Resolução SIMA - 05/21, por pescar em período no qual a pesca seja proibida. Os peixes foram apreendidos e devido muito tempo sem refrigeração não foi possível fazer a doação, sendo destinados à vala sanitária.

Conforme a PM Ambiental, a ocorrência será apresentada via ofício à Delegacia da Polícia Civil de Lucélia para apurar eventual cometimento de crime ambiental capitulado no artigo 34 da Lei Federal n⁰ 9.605/98. Os envolvidos poderão responder criminalmente pelo ato.

Publicidade

Cóz Jeans
Nova Foto e Ótica
Tio Panda Adamantina

Publicidade

Insta do Siga Mais