Polícia

Homem é encontrado morto em poço com órgão sexual decepado e corte no pescoço

Cinco pessoas são investigadas, suspeitas de envolvimento no crime. Duas delas são irmãos da vítima.

Por: Da Redação | Com informações do G1 Baru - Marília atualizado: 10 de maio de 2021 | 13h54
Corpo foi retirado do poço por homens do Corpo de Bombeiros, com apoio de retroescavadeira (Foto: Polícia Civil/Divulgação). Corpo foi retirado do poço por homens do Corpo de Bombeiros, com apoio de retroescavadeira (Foto: Polícia Civil/Divulgação).

Um homem de 37 anos foi encontrado morto em um poço caipira com 30 metros de profundidade, com o órgão sexual decepado, corte no pescoço (quase totalmente degolado) e outras marcas de violência pelo corpo, nesta sexta-feira (7), em Salto Grande, localidade vizinha a Ourinhos.

Segundo o G1, a Polícia Civil chegou até o local após receber informações sobre o desaparecimento da vítima Alessandro Pereira Ramos, conhecida como “Patinho”, de 37 anos.

A remoção do corpo exigiu o apoio de uma máquina retroescavadeira, que apoiou a operação executada pelo Corpo de Bombeiros. Em razão do estado de decomposição, a suspeita é que o crime tenha ocorrido há cerca de uma semana.

Ao G1, o delegado João Beffa, responsável pelas investigações, falou sobre o crime. “Foi uma coisa brutal, e depois jogaram o corpo em um poço caipira de 30 metros de profundidade”, relata. (Continua após a publicidade...)

Publicidade

Supermercado Godoy
Clínica Savi

Publicidade

Rede Sete Supermercado
JVR Segurança
Daiane Mazarin Estética

A Polícia Civil obteve na Justiça a prisão temporária de cinco pessoas – já que não houve flagrante – suspeitas de envolvimento no crime. Dessas, três são de Ribeirão do Sul e foram levadas à Delegacia de Salto grande. Outras duas são irmãos da vítima e moram na mesma casa onde o corpo foi localizado. Elas não foram detidas por estarem internadas com Covid-19.

O prazo da prisão temporária é de 30 dias, e pode eventualmente ser prorrogado. “Eles são todos usuários de droga e, no dia do crime, os três de Ribeirão do Sul vieram na casa desses dois irmãos e houve consumo de drogas, desavenças com a vítima”, disse o delegado, ao G1.

Segundo o delegado, os cinco suspeitos estão sendo investigadas por homicídio duplamente qualificado, ocultação de cadáver e vilipêndio de cadáver, que é crime contra o respeito aos mortos.

Publicidade

Radio Brasil FM
Insta do Siga Mais
93 FM Adamantina
Nativa FM Adamantina

Publicidade

Cinema