Polícia

Homem de Pacaembu é preso acusado de ser o mandante da tentativa de assassinato a caminhoneiro

Investigação de roubo resultou no esclarecimento de homicídio tentado, por motivos passionais.

Por: Da Redação atualizado: 27 de outubro de 2021 | 13h03
Carro foi fechado por caminhão, após o condutor do veículo de carga perceber os disparos (Divulgação/Polícia Civil). Carro foi fechado por caminhão, após o condutor do veículo de carga perceber os disparos (Divulgação/Polícia Civil).

A Polícia Civil de Irapuru esclareceu o crime ocorrido na madrugada desta segunda-feira (25), inicialmente divulgado como acidente de trânsito e tentativa de roubo na Rodovia Júlio Budiski, que envolveu um caminhão Mercedes Benz, com placas de Panorama – carregado de blocos cerâmicos de construção – e um automóvel GM Prisma, alugado, com placas de Lucélia.

O caminhoneiro percebeu a aproximação do automóvel, quando o passageiro do carro disparou contra a cabine do veículo de carga. Em reação, o condutor avançou contra o carro e ambos os veículos pararam no acostamento, pegando fogo em seguida.

(Divulgação/Polícia Civil).

Os dois ocupantes do automóvel e o condutor do caminhão conseguiram fugir. Depois, mais seguro, o caminhoneiro reapareceu e relatou o ocorrido às autoridades policiais que estavam no local para o registro da ocorrência.

Publicidade

Cóz Jeans
Supermercado Godoy
Clínica Savi

Publicidade

Rede Sete Supermercado
Daiane Mazarin Estética
JVR Segurança

Crime encomendado

Segundo divulgou a Polícia Civil na manhã desta terça-feira (26), o que parecia um acidente de trânsito teve um desfecho inusitado. Com o início das investigações do que parecia ser um crime de roubo tentado, acabou por ter uma reviravolta pois com as diligências preliminares rapidamente identificou-se um suspeito que seria responsável pelo GM Prisma e, em prosseguimento das investigações, descobriu-se também que na realidade teria ocorrido uma tentativa de homicídio, pois os ocupantes do Prisma teriam sido contratados por um morador de Pacaembu para matar o motorista do caminhão, por motivos passionais.

Perfuração por disparo de arma de fogo (Reprodução).

O suspeito foi detido pela Polícia Civil e autuado em flagrante delito por tentativa de homicídio qualificado, cuja pena é de reclusão de 12 a 30 anos, permanecendo preso na cadeia pública de Adamantina onde está à disposição do Poder Judiciário.

Publicidade

Cóz Jeans
Tio Panda Adamantina

Publicidade

Insta do Siga Mais