Polícia

Com 300 pinos de cocaína, tio e sobrinho são presos pela PM em Adamantina por tráfico de drogas

Dupla foi presa em flagrante pela PM por tráfico de drogas e associação ao tráfico.

Por: Da Redação atualizado: 15 de janeiro de 2022 | 08h31
Os 300 pinos plásticos com cocaína apreendidos pela PM, na abordagem ao tio e sobrinho (Divulgação/PM). Os 300 pinos plásticos com cocaína apreendidos pela PM, na abordagem ao tio e sobrinho (Divulgação/PM).

Dois homens, de 65 e 41 anos, tio e sobrinho, foram presos em flagrante pela Polícia Militar na noite desta quinta-feira (13) em Adamantina, acusados de tráfico de drogas e associação ao tráfico.

Conforme divulgou a PM, a prisão da dupla se deu após denúncia recebida pelo 190, informando que o homem de 61 anos tinha ido à cidade de São Paulo buscar drogas.

Por volta das 19h40, de acordo com a corporação, o homem denunciado desembarcou de um ônibus interestadual e entrou em um taxi, sendo acompanhado pelo sobrinho que estava em uma bicicleta motorizada.

Na sequência, ambos foram abordados pela equipe do policiamento militar alguns metros à frente do local, na Vila Jamil de Lima. Com o homem de 41 anos os policiais localizaram um aparelho celular da marca LG e R$ 264,00 em cédulas de diversos valores.

Publicidade

Supermercado Godoy
Clínica Savi

Publicidade

JVR Segurança
Daiane Mazarin Estética
Rede Sete Supermercado

Na abordagem ao seu tio, de imediato declarou que tinha drogas com ele, e que havia buscado na cidade de São Paulo para o seu sobrinho, sendo localizado 300 pinos plásticos (eppendorfs), de cor rosa, com uma substância esbranquiçada com características da droga cocaína, totalizando o entorpecente 369 gramas.

De imediato o homem de 41 anos assumiu a propriedade da droga e que seu tio “apenas” foi buscar o entorpecente na cidade de São Paulo.

Diante dos fatos os policiais militares deram voz de prisão em ambos à dupla por infringir os artigos 33 e 35 do Código Penal Brasileiro (tráfico de drogas e associação ao tráfico), sendo ambos autuados no plantão da Polícia Civil local, onde permaneceram recolhidos na cadeia pública, à disposição da Justiça.

Publicidade

Tio Panda Adamantina

Publicidade

Insta do Siga Mais