Polícia

Bêbado, morador de Adamantina se envolve em acidente na SP-294 e acaba preso pela PM Rodoviária

Condutor exalava forte odor etílico, olhos avermelhados, fala pastosa e ainda agressivo.

Por: Da Redação atualizado: 20 de julho de 2021 | 10h26
Automóvel GM/Astra com placas de Adamantina, conduzido por morador da cidade, que foi autuado por embriaguez ao volante, logo após o acidente (Cedida/PM Rodoviária). Automóvel GM/Astra com placas de Adamantina, conduzido por morador da cidade, que foi autuado por embriaguez ao volante, logo após o acidente (Cedida/PM Rodoviária).

Um homem de 37 anos, morador em Adamantina e condutor de um automóvel GM Astra, com placas da cidade, foi preso na noite deste domingo (18) por embriaguez ao volante, após envolver-se em um acidente de trânsito na Rodovia Comandante João Ribeiro de Barros (SP-294), altura do km 631+400, em Junqueirópolis. Ele se feriu sem gravidade.

De acordo com a PM Rodoviária, a ocorrência foi às 20h54. Durante a operação “Paz e Proteção” a equipe do Policiamento foi acionada para atendimento de um acidente de trânsito com vítima, onde o automóvel GM/Astra, com placas de Adamantina, havia colidido na traseira do GM/Cobalt, com placas de Araçatuba. Os veículos transportavam apenas seus condutores e somente o motorista GM/Astra se feriu levemente, sendo encaminhado ao pronto socorro de Junqueirópolis.

Publicidade

Supermercado Godoy
Clínica Savi

Publicidade

Rede Sete Supermercado
JVR Segurança
Daiane Mazarin Estética

Quando a equipe da PM Rodoviária chegou à unidade de saúde para o registro dos dados da vítima, segundo informa a corporação, foi constatado que o mesmo apresentava diversos sinais de embriaguez alcoólica, como forte odor etílico, olhos avermelhados, fala pastosa e ainda agressivo, recusando a realização do teste com o bafômetro.

GM/Cobalt, com placas de Araçatuba. Condutor não se feriu (Cedida/PM Rodoviária).

Assim, no pronto socorro, segundo a PM Rodoviária, o homem recebeu voz de prisão e foi conduzido até o plantão central da Polícia Civil de Dracena, que após ser submetido ao exame hematológico foi liberado para responder ao processo em liberdade.

Já o condutor do GM/Cobalt, de 23 anos e morador de Araçatuba, realizou o teste com o bafômetro que não constatou álcool no ar expelido dos pulmões.

Publicidade

Tio Panda Adamantina
Insta do Siga Mais

Publicidade

Energisa