Polícia

Após denúncia, Polícia Ambiental constata maus tratos a cães e aplica multa de R$ 60 mil

No local existiam 20 cães criados em gaiolas. Mulher de 52 anos foi autuada em R$ 60 mil.

Por: Da Redação atualizado: 22 de julho de 2019 | 18h28
Cães eram criados em gaiolas, em condições de maus tratos (Fotos: Cedidas/PM Ambiental). Cães eram criados em gaiolas, em condições de maus tratos (Fotos: Cedidas/PM Ambiental).

Nesta sexta-feira (19), por volta das 17h, uma equipe do 1° Pelotão de Polícia Ambiental de Presidente Prudente foi mobilizada para averiguar uma denúncia de maus tratos a cães, em uma propriedade rural de Álvares Machado.

 

A equipe foi até o local, na “Estrada da Global Star”, onde foi constatada a presença de 20 cães de raça indefinida em situação de maus tratos. Os animais estavam presos em gaiolas adaptadas de madeira. (Continua após a publicidade...)

Publicidade

Tio Panda Adamantina
2019 - O ano de Super Vantagens
Supermercado Godoy
Clínica Savi
Monalisa Adamantina

Publicidade

JVR Segurança
Daiane Mazarin Estética
Haddad
Rede Sete Supermercado

Com o flagrante, os policiais lavraram o AIA (Auto de Infração Ambiental) em desfavor da envolvida – uma mulher de 52 anos - no valor total de R$ 60 mil.

Policiais chegaram até o local após denúncia anônima de maus tratos a cães (Foto: Cedida/PM Ambiental).

Animais foram resgatados e levados a uma ONG ambiental (Foto: Cedida/PM Ambiental).

A PM Ambiental mobilizou ainda ONGs defensoras de animais de Presidente Prudente. Segundo a corporação, os cães foram resgatados e encaminhados a uma ONG protetora de animais em Martinópolis.

Mulher que criava os animais em condições de maus tratos foi multada em R$ 60 mil (Foto: Cedida/PM Ambiental).

Cães eram criados em gaiolas, em condições de maus tratos (Foto: Cedida/PM Ambiental).

Publicidade

Iogurtes Carolina

Publicidade

Auto Doc

Publicidade

Cinema
Clinica Lu Applim

Publicidade

Insta do Siga Mais