Polícia

Agente penitenciário mata a mulher, ameaça suicidar-se e se entrega à Polícia

Briga entre casal acaba com morte de mulher e prisão de agente penitenciário.

Por: Da Redação atualizado: 1 de abril de 2020 | 18h30
Polícia Militar foi acionada por vizinhos durante briga de casal que resultou na morte da mulher. Marido, que é agente penitenciário, se entregou após o crime (Reprodução: David de Tarso/TV Fronteira). Polícia Militar foi acionada por vizinhos durante briga de casal que resultou na morte da mulher. Marido, que é agente penitenciário, se entregou após o crime (Reprodução: David de Tarso/TV Fronteira).

Após uma briga de casal, uma mulher de 24 anos morreu na noite desta segunda-feira (30) em Martinópolis. Ela foi assassinada pelo marido, de 35 anos, que após o crime se entregou à Polícia. O homem preso trabalha como agente penitenciário e a mulher era técnica de enfermagem.

A briga entre o casal foi iniciada por volta das 22h, na residência onde moram, localizada no bairro Pioneiro 2. A Polícia Militar foi acionada por vizinhos após ouvirem disparos de arma de fogo. (Continua após a publicidade...)

Publicidade

Clínica Savi
Supermercado Godoy

Publicidade

Rede Sete Supermercado
JVR Segurança
Daiane Mazarin Estética
Dra Maria Gabriela Tiveron

Quando os policiais chegaram ao endereço o agressor ameaçava suicidar-se, sendo iniciada uma ampla negociação que se arrastou até a madrugada desta terça-feira (31), quando o homem se entregou e foi preso. O caso foi levado ao plantão da Polícia Civil de Martinópolis, que vai instaurar inquérito para apurar o caso.

Um tio da vítima chegou a receber mensagem por celular dizendo que o marido estava alterado e pedia ajuda aos familiares. Os dois era, casados há 11 meses e não tinham um histórico frequente de brigas.

Publicidade

Cinema
Clinica Lu Applim

Publicidade

Insta do Siga Mais