Negócios

Tio Panda: cliente fará pedidos em tablets nas mesas, com cardápio digital

Quando da reabertura dos serviços para consumo no local, Tio Panda ativará o cardápio digital.

Por: Informe Publicitário atualizado: 30 de julho de 2020 | 15h47
Cardápio digital: cliente fará pedidos a partir de um tablet, com praticidade e conforto (Foto: Siga Mais). Cardápio digital: cliente fará pedidos a partir de um tablet, com praticidade e conforto (Foto: Siga Mais).

Com os serviços para consumo no local suspensos e funcionamento somente delivery e drive-thru nesse período de pandemia (veja mais: atendendo diariamente das 11h às 23h), o restaurante Tio Panda mantém os serviços nessas duas modalidades e se organiza para a volta do atendimento no salão com novidades para seu público.

O espaço sai na frente e é o primeiro a anunciar a adoção do cardápio digital em Adamantina, que será ativado tão logo seja permitida a reabertura do setor. Sem precisar esperar pelo garçom, a facilidade possibilita ao cliente fazer os pedidos em tablets. O dispositivo estará disponível inicialmente em 10 mesas, e tende a ser expandido a todo o salão.

A novidade foi apresentada ao Siga Mais pelos sócios Vinicius Nogueira e João Vitor Couto. Na decisão pelo investimento, os empresários conheceram as tecnologias disponíveis no mercado e trazem para Adamantina um recurso de última geração.

Navegação no cardápio digital é intuitiva e prática (Foto: Siga Mais).

Eles detalharam a nova funcionalidade, que permite uma navegação intuitiva e autônoma, realizada pelo próprio cliente. As características e funcionalidades se assemelham ao layout dos tradicionais aplicativos de comida, com os quais grande parte do público já está familiarizada.

Autonomia para fazer os pedidos

No novo cardápio digital o ambiente de escolha dos pedidos é organizado por segmentos, dentro do consagrado cardápio Tio Panda. As opções estão agrupadas, por exemplo, entre entradas, pratos orientais, steakhouses, pratos executivos, combos, rodízios, sobremesas, bebidas, entre outras indicações, todas ilustradas com imagens reais.

Ao selecionar o item o cliente tem acesso a informações detalhadas sobre o prato e valores, e faz o próprio pedido, informando a quantidade e até mesmo acrescentando adicionais ou substituindo ingredientes. Cada item marcado vai para um carrinho de compras. Depois de confirmado, o pedido é enviado automaticamente à cozinha.

Ainda pelo dispositivo, o cliente pode chamar o garçom e pedir informações complementares. O profissional também estará disponível, no salão, habilitado a prestar qualquer orientação sobre o uso da ferramenta.

Interface do cardápio digital se assemelha aos aplicativos de comida (Foto: Siga Mais).

Ao final do consumo, o cliente pode pedir via tablet o fechamento da conta e informar se é para dividir entre os integrantes da mesa. Nessa opção, basta informar o número de pessoas para os quais a conta será dividida.

Outro ponde de destaque, no cardápio digital, é a possibilidade de avaliar os serviços do restaurante. O cliente pode atribuir notas à comida, bebidas, ambiente, atendimento e até a música ouvida no espaço. A pesquisa de avaliação será usada internamente para aprimorar os serviços.

Conforto e praticidade

A adoção do cardápio digital é mais um esforço para ampliar os recursos de conforto e praticidade ao cliente Panda. A experiencia do autoatendimento na ferramenta traz mais liberdade de escolha e uma maior facilidade para a identificação e escolha dos pratos, em razão das imagens disponibilizadas. “Há clientes mais familiarizados com os nomes dos pratos e outros não. E há casos também de clientes que já viram os pratos, em qualquer outra situação, mas desconhecem o nome. Pelo cardápio digital essa identificação é mais rápida e segura sobretudo para quem quer consumir pela primeira vez, repetir suas escolhas e buscar novas experiências, e não quer errar no pedido”, explica Vinícius.

Outro ponto é respeitar o tempo do cliente. “Realizamos treinamentos internos de maneira permanente e continuada. E temos consciência de que, em qualquer segmento, há clientes que eventualmente ficam desconfortáveis, incomodadas e até se sentem pressionadas com a presença do garçom ou do vendedor, ao lado”, diz Vinicius. “Com esse novo recurso, a decisão – que é do cliente – fica ainda mais explícita e mais valorizada. E claro, sempre que precisar, pode acionar o dispositivo, no tablet, e chamar o garçom”, completa.

Totem de álcool gel: dispositivo presente no salão do restaurante (Foto: Siga Mais).

Publicidade

Clínica Savi
Supermercado Godoy

Publicidade

Daiane Mazarin Estética
JVR Segurança
Rede Sete Supermercado

Publicidade

Cinema
Clinica Lu Applim

Publicidade

Insta do Siga Mais