Negócios

Leilão: Usina Floralco é arrematada por quase R$ 54 milhões

Lances ocorreram nos três últimos minutos do leilão virtual, em propostas recebidas pela internet.

Por: Da Redação atualizado: 7 de agosto de 2019 | 18h06
Usina Floralco foi arrematada em leilão judicial na tarde desta segunda-feira (Imagens: Teza Leilões). Usina Floralco foi arrematada em leilão judicial na tarde desta segunda-feira (Imagens: Teza Leilões).

Com um lance de R$ 53.989.738,87, foi arrematada a usina Floralco (Grupo Bertolo), de Flórida Paulista.  O terceiro leilão judicial virtual foi encerrado às 15h desta segunda-feira (5), após uma disputa travada nos três últimos minutos do pregão, onde os lances foram recebidos pela internet, no portal Teza Leilões.

Às 14h57 o usuário identificado por FFPL apresentou lance de $ 53.239.738,87. Um minuto depois, às 14h58, um outro usuário apresentou lance de R$ 53.489.738,87 (R$ 250 mil a mais). Por fim, às 15h, o usuário FFPL acresceu R$ 500 mil à nova proposta e apresentou lance de 53.989,738,87, considerado a proposta final que arrematou a empresa.

A primeira tentativa de leilão teve a praça encerada em 30 de maio último, com lance mínimo de R$ 105,9 milhões, sem sucesso, época. Separadamente, para a primeira praça, a usina foi avaliada em R$ 35 milhões e as terras, em R$ 70 milhões. Uma parcela das propriedades, no entanto, possui problemas documentais.

Segundo informa o site Folha Regional, o arrematante seria uma empresa de São Carlos (SP). Ouvido pelo site, o prefeito da cidade, Wilson Fróio Junior, disse que a empresa arrematante pretende reativar as atividades da usina.

Em recuperação judicial desde 2010, a empresa teve a falência decretada pela Vara Única do Foro de Flórida Paulista em julho de 2017 (reveja).  (Continua após a publicidade)

Publicidade

Monalisa Adamantina
Clínica Savi
Supermercado Godoy
Tio Panda Adamantina

Publicidade

Daiane Mazarin Estética
JVR Segurança
Haddad
Rede Sete Supermercado

Perfil da estrutura arrematada

De acordo com a Teza Leilões, o parque industrial da Usina Floralco se encontra em estado de conservação compatível com seu tempo de paralização. A usina tem instalações destinadas a produção de açúcar, etanol e levedura, com produções aproximadas de 12.000 sacos de açúcar dia (600 tons/dia), 360 m³/dia de etanol e uma fábrica de levedura com capacidade para 20 toneladas/dia. 

A capacidade de moagem é de aproximadamente 2.500.000 toneladas, com produção de açúcar de 135.000 toneladas e a produção de etanol de 115.000 m3. Segundo a empresa leiloeira, a maior moagem apresentada na unidade foi a safra 2009/10, quando foram processadas 2.462.902 toneladas de cana.

A Teza Leilões ressalta que a usina conta com duas linhas de moenda, sendo que uma está desativada, mas ainda se encontra montada em paralelo com a linha de moagem operacional. A primeira linha foi instalada na época da construção da usina, com um conjunto de moendas 30 x 54”, que operou nos primeiros anos e após a ampliação foi colocado um conjunto muito maior de moenda de tamanho 42 x 84”.

A usina conta com duas caldeiras com capacidade nominal de 80 toneladas e de 120 toneladas de vapor hora, capacidade que consideramos o suficiente para a moagem estimada da usina de 2,5 milhões de toneladas. A usina conta com um Turbo Gerador WEG de 18.750 kVA, mas a turbina da unidade não se encontra mais no local, sendo necessário a colocação de um novo para que a usina possa voltar a funcionar. 

As terras estão distribuídas em 24 imóveis, com área total de 3.028,8037 ha, destinadas ao plantio de cana, localizadas no entorno da usina. Cerca de 80% do total dessa área é de canavial.

Publicidade

Iogurtes Carolina

Publicidade

Auto Doc

Publicidade

Clinica Lu Applim
Cinema

Publicidade

Insta do Siga Mais