Negócios

Editora com distribuição internacional vai publicar TCC sobre brigaderia criada pelos ex-alunos

Depois do TCC, estudantes colocam projeto em prática e editora internacional vai publicar estudo.

Por: Da Redação atualizado: 3 de maio de 2018 | 10h24
Letícia Danieli Silva Piqueira e Anderson Luiz Squizatto da Rocha comemoram sucesso do TCC e dos negócios (Foto: Acervo Pessoal). Letícia Danieli Silva Piqueira e Anderson Luiz Squizatto da Rocha comemoram sucesso do TCC e dos negócios (Foto: Acervo Pessoal).

Depois de quatro anos cursando Ciências Econômicas na UniFAI (Centro Universitário de Adamantina), a fase final dos estudos é apresentar o TCC (Trabalho de Conclusão de Curso). O casal Letícia Danieli Silva Piqueira, de 21 anos, e Anderson Luiz Squizatto da Rocha, de 24 anos, fez o mesmo curso juntos, e na concepção do TCC ambos decidiram focar em um tema cuja viabilidade permitisse aplica-lo, na prática. E foi isso que fizeram.
Eles se formaram no ano passado e decidiram desenvolver no TCC um estudo de viabilidade econômica para instalação de uma brigaderia gourmet em Adamantina. De coautores do TCC – que investigou o próprio negócio ainda informal que já era desenvolvido pelo casal de estudantes – passaram a ser sócios na Tasty Brigadeira Gourmet, dentro de uma nova organização, estrutura e vivência pautados pela disciplina do negócio e exigências do mercado consumidor.

Publicação do TCC por editora especializada

Além de colocar em prática o que o TCC mapeou, há outro fator a comemorar pelo casal de estudantes empreendedores: dois meses depois da publicação do TCC a editora Novas Edições Acadêmicas (NEA), uma marca comercial da SIA OmniScriptum Publishing, sediada na Letónia (União Europeia), fez contato e manifestou interesse na publicação do trabalho. “Cerca de dois meses após a publicação do trabalho de conclusão de curso, a editora entrou em contato através do nosso e-mail, dizendo que analisaram e aprovaram o nosso trabalho, que tinha potencial e gostariam de publicar um livro tendo o TCC como base”, conta Letícia.
A NEA é especializada na publicação de trabalhos acadêmicos, entre os quais, projetos de pesquisa, TCC, dissertações de mestrado, teses de doutorado e trabalhos de pós-doutorado e realiza distribuição internacional, em editoras físicas nos EUA, Reino Unido e Alemanha, e no mercado virtual.  “Ficamos muito felizes com o reconhecimento e esperamos divulgar o trabalho do economista, que é pouco conhecido, principalmente divulgar o estudo de viabilidade econômica para quem deseja começar um novo negócio”, completa a economista e empreendedora.

 

TCC permitiu a ampliação do próprio negócio

Segundo Letícia, a decisão pelo tema, cujo TCC priorizou o estudo de viabilidade econômica de um negócio real, se deu pela preocupação com o número de empresas que fecham suas portas precocemente, muitas vezes em menos de um ano de implantação. “O estudo de viabilidade econômica é uma ferramenta ideal que deve anteceder o início de qualquer negócio”, disse.
Ela explica que o estudo tem o objetivo de avaliar o projeto, considerando todos os pontos necessários para verificar se o novo empreendimento terá condições de manter-se nos primeiros tempos, estabelecendo também os parâmetros para a continuidade do negócio.
Na elaboração do TCC, Letícia e Anderson investigaram de Adamantina comportaria uma brigaderia gourmet, dimensionaram custos de investimento da instalação e verificaram a viabilidade econômica do negócio.
De acordo com os estudantes, o tema foi escolhido com base em uma experiência própria, visto que já vendam o famoso brigadeiro gourmet, ainda como uma empresa informal. “Decidimos aproveitar a chance e estudar a viabilidade de uma possível ampliação do nosso pequeno negócio”, contam.

Escolha pelo curso de economia: aptidão e oportunidades

Letícia explica os motivos que levaram a decidir pelo curso de economia. “Desde o ensino médio tinha muitas dúvidas do curso que eu ia escolher, como grande parte das pessoas. Comecei a me interessar por gestão, mas ainda assim havia algumas opções nesse ramo, contabilidade, administração e economia por exemplo. Administração eu descartei de primeira, pois queria algo diferente, que pouca gente faz, e contabilidade foi segunda opção descartada, visto que não são muito fã de exatas e cálculos muito pesados. Restou então economia, foi quando só me restou essa opção que fui atrás de saber mais a respeito dela”, diz.
Na pesquisa sobre o curso, Letícia descobriu que o economista é um profissional que pode gerenciar modos de produção, estudando a relação de bens e serviços entre pessoas, empresas e países, trabalhar na área de indústria, varejo, sistema financeiro, área acadêmica, ou ainda focar em empreendedorismo. “Posso dizer que a minha escolha teve como base a grade curricular abrangente do curso”, destaca.
Realizada com o curso e com as oportunidades que logo se abriram, Letícia também fala em nome do companheiro Anderson, se diz motivada e faz questão de manifestar agradecimentos. “Gostaríamos de agradecer a nossa família pelo apoio nesses quatro anos, à UniFAI e a todos os mestres que tivemos durante esses quatro anos, que nos ajudaram a crescer profissional e pessoalmente. Em especial ao nosso professor orientador Me. Rogério Buchala que nos auxiliou durante a elaboração deste projeto final”, completa.

 

Publicidade

Clinica Lu Applim
Cinema

Publicidade

Insta do Siga Mais