Mariápolis

Mariápolis inicia vacinação contra Covid-19 em adolescentes de 16 e 17 anos

Além dos adolescentes, também segue vacinação para os demais grupos já chamados, e segunda dose.

Por: Da Redação atualizado: 18:04
Em Mariápolis, etapa inicial para adolescentes é dirigida a moradores de 16 e 17 anos com comorbidades (Foto: Myke Sena/MS). Em Mariápolis, etapa inicial para adolescentes é dirigida a moradores de 16 e 17 anos com comorbidades (Foto: Myke Sena/MS).

A Secretaria Municipal de Saúde de Mariápolis iniciou nesta terça-feira (17) a vacinação de adolescentes, na faixa dos 16 e 17 anos. Inicialmente, conforme o plano estadual de imunização, serão vacinados os adolescentes com comorbidades, deficientes, gestantes e puérperas.

A vacinação acontece no Centro de Saúde Ary Toledo Silva (em frente à praça da Igreja Matriz), das 8h às 11h e das 13h às 16h. O menor deve ir ao local de vacinação acompanhado por pai ou responsável.

É indispensável a apresentação do documento de identificação. O uso de máscaras de proteção facial é obrigatório.

(Divulgação/Prefeitura de Mariápolis).

Até a primeira quinzena de setembro, segundo divulgou o Governo do Estado de São Paulo, a expectativa é que todo o público na faixa etária de 12 a 17 anos tenha recebido pelo menos uma dose da vacina.

Horário especial para segunda dose nesta terça-feira

Nesta terça-feira o Centro de Saúde de Mariápolis terá funcionamento ampliado para atender moradores para vacinação em segunda dose, das 8h às 11 e das 13h às 19h. O horário estendido visa atender aqueles que não podem comparecer no período normal, em razão do trabalho.

(Divulgação/Prefeitura de Mariápolis).

Depois, nos demais dias, a vacinação em segunda dose prossegue no horário normal de funcionamento do Centro de Saúde. O morador deve procurar a unidade de saúde de acordo com a data prevista para o recebimento da nova dose do imunizante.

Publicidade

Prefeitura Municipal de Mariápolis

Publicidade

Prefeitura Municipal de Mariápolis

Vacinação para os demais grupos

Para os demais grupos já chamados e que ainda não compareceram ao Centro de Saúde para receber a primeira dose, os mesmos devem se dirigir ao local para iniciarem o ciclo de imunização com a primeira dose.

Para esses eventuais retardatários, que não compareceram no período em que foram chamados, seja por qualquer dificuldade, resistência ou insegurança, as autoridades de saúde destacam que a vacina é segura e protege as pessoas dos casos mais graves da doença, além de também criar um ambiente de proteção coletiva a familiares, amigos e outras pessoas do círculo de convivência.

Publicidade

Supermercado Godoy
Clínica Savi

Publicidade

Rede Sete Supermercado
JVR Segurança