Geral

Edição de vídeo pela internet é alternativa contra aplicativos e programas pagos

Programa online permite que qualquer usuário crie e edite vídeos focados para as redes sociais.

Por: Da Redação atualizado: 9 de maio de 2021 | 09h22
(Imagem: Unsplash). (Imagem: Unsplash).

Os vídeos estão ganhando cada vez mais importância no mundo online, e isso não acontece apenas pelo sucesso do YouTube. Após o TikTok surgir como uma febre, e colecionar milhões de usuários, outras redes sociais também focaram na publicação de vídeos nos aplicativos. Essas mudanças abriram espaço para os editores de vídeo online, que visam simplificar as tarefas de edição. Eles conseguiram conquistar o público menos experiente, e que muitas vezes não possui tempo para aprender a mexer em programas mais complexos.

Alguns softwares usados por profissionais da área, como o Adobe Premiere, o Final Cut e o Vegas Pro surgem em quase todas as listas de principais programas para edição de vídeo. Porém, não é uma tarefa simples usar esses aplicativos, e parece até perda de tempo para quem visa publicar um vídeo curto no Instagram ou no TikTok. Isso fez com que outras alternativas surgissem, justamente com foco no público amador e sem qualquer experiência com vídeos online.

Esse é o caso, por exemplo, do editor de vídeos da InVideo. O programa é totalmente online, e permite que qualquer usuário crie e edite vídeos focados para as redes sociais em poucos minutos. A ideia do software, que é completamente gratuito, é que o usuário tenha acesso a um catálogo de filtros, modelos, transições de cenas e outras ferramentas que permitem a criação de um vídeo mais profissional. Além disso, com tutoriais simples, a plataforma pode ser usada por qualquer pessoa, mesmo aquela que nunca postou um vídeo na internet antes.

A criação de alternativas para editar vídeos é algo interessante, e ajuda a democratizar os conteúdos disponíveis na internet. Afinal, não é apenas quem paga por um software que pode criar vídeos com qualidade profissional. O crescimento de plataformas como YouTube e o Instagram, assim como outras mídias, se deve exatamente pelo sucesso de conteúdos criados por pessoas sem experiência, e que aprenderam muitas vezes a editar vídeos e imagens sozinhas. Essa sempre foi a verdadeira função da internet.

Sucesso e audiência

A criação de vídeo na internet pode parecer algo pequeno, mas a verdade é que esse é um mercado em forte expansão. Os perfis nas redes sociais não servem apenas para interagir com amigos, mas também para a criação de conteúdos informativos. Isso acontece de forma efetiva nos perfis de alguns órgãos públicos, como do Governo Federal, que utiliza essas plataformas para conseguir um alcance ainda maior com a população.

Um bom exemplo é o projeto #VemPraCultura, que foi criado pela Secretaria de Cultura e Turismo para descobrir talentos de Adamantina. Como explicamos em reportagem recente, o objetivo do projeto é mostrar um pouco mais do cidadão e publicar os vídeos criados pelas pessoas nas redes sociais do órgão e também da prefeitura. Uma iniciativa diferente e que mostra como o vídeo se transformou em algo popular, principalmente com ferramentas de edição.

Isso não acontece apenas em Adamantina, ou com os órgãos públicos. No início deste ano, por exemplo, a loja O Boticário criou uma vaga de emprego para pessoas criativas e a inscrição não era apenas o envio de um currículo. A empresa informou que os candidatos deveriam publicar um vídeo curto se apresentando, e isso abriu portas para a criação de vários conteúdos criativos.

Os editores de vídeos conseguiram democratizar a produção audiovisual, que antes era dominada pelos softwares pagos para a edição. O objetivo da internet sempre foi a democratização do conteúdo, e isso é algo que agora está acontecendo com os vídeos. Qualquer pessoa consegue produzir conteúdo de qualidade, seja um vídeo longo para o YouTube ou algo curto para postar no Instagram ou no TikTok.

Publicidade

Insta do Siga Mais
Nativa FM Adamantina
93 FM Adamantina
Radio Brasil FM

Publicidade

Cinema