Geral

Detran.SP inicia emplacamento padrão Mercosul e emite orientações

Nova placa será exigida no primeiro emplacamento e alteração de categoria, entre outras situações.

Por: Da Redação atualizado: 3 de fevereiro de 2020 | 15h07
Novo emplacamento já está vigente desde esta sexta-feira (31), em todo o Brasil (Ilustração). Novo emplacamento já está vigente desde esta sexta-feira (31), em todo o Brasil (Ilustração).

O Detran.SP inicia nesta sexta-feira (31) a instalação nas as Placas de Identificação Veicular - PIV (padrão Mercosul), conforme determina a Resolução nº 780, de 26 de junho de 2019, do Conselho Nacional de Trânsito.

Segundo define a nova regra, a placa Mercosul será exigida nos casos de  primeiro emplacamento, alteração de categoria (exemplo: alteração de veículo particular para categoria aluguel), mudança de Município ou de Estado, para casos de furto, roubo, extravio ou dano na placa, quando o veículo for reprovado em vistoria veicular nos procedimentos de transferência com observações sobre a placa e/ou lacre (exemplo: placa não refletiva) e quando se fizer necessário a segunda placa traseira.

Segundo Detran.SP, a implantação do novo modelo de placa requer mudanças significativas de processos de atendimento e sistemas de informática, e, por esta razão, o emplacamento do modelo padrão cinza somente será efetuado para veículos que tiverem recolhido a taxa de emplacamento até o dia 24 de janeiro de 2020 e protocolado toda a documentação necessária e sem pendências de qualquer natureza até o dia 28 de janeiro de 2020.

Após o recebimento do CRV o cidadão deverá realizar o serviço de emplacamento no padrão cinza que estará disponível até o dia 28 fevereiro de 2020.

Se o processo for protocolado após 28 de janeiro de 2020 o proprietário deverá realizar o emplacamento sob as regras da placa padrão Mercosul.

A troca da placa cinza para o padrão Mercosul será permitida de maneira voluntária para veículos que não se enquadrem nas situações acima descritas. Lembrando ainda que este serviço implicará na realização de vistoria veicular e emissão de novo Certificado de Registro de Veículo – CRV com os custos de cada procedimento. Caso o motorista não deseje a troca, poderá continuar circulando com seu veículo até o sucateamento sem necessidade de substituição para o padrão Mercosul. (Continua após a publicidade...)

Publicidade

Tio Panda Adamantina
Clínica Savi
Supermercado Godoy

Publicidade

JVR Segurança
Rede Sete Supermercado
Dra Maria Gabriela Tiveron
Haddad
Daiane Mazarin Estética

Preços

Por fim, o Detran.SP torna público que procedeu a pesquisa de preço para a implantação da placa Mercosul, chegando aos seguintes valores máximos finais, que servem como referência sugerida tanto ao fornecedor, quanto ao consumidor.

Segundo o órgão, o preço do par de placas de identificação de carros, ônibus e caminhões será equivalente a R$ 138,24. Já a placa avulsa ou de identificação de motocicletas tem custo equivalente a R$ 114,86.

(Reprodução: Detran.SP).

No caso de substituição da placa do antigo modelo (padrão LLL-NNNN), pelo novo modelo (padrão LLL-NLNN), será adotada uma tabela equiparativa, para substituição do antepenúltimo caracter,de número para letra, a fim de que haja uma relação direta entre a antiga e a nova placa. Veja como vai ficar:

O Detran.SP relacionou ainda orientações mais completas, acerca do novo padrão de emplacamento veicular.

Para ter acesso ao comunicado na íntegra, clique aqui.

Clique aqui para mais informações sobre o novo modelo de placas.

Consulte aqui as empresas credenciadas pelo Detran.SP.

Publicidade

Cinema
Clinica Lu Applim

Publicidade

Insta do Siga Mais