Esportes

Delegação de Adamantina vai a Copa de Futebol em Guaimbê marcada pela desorganização na cidade sede

Organizadores de Copa de Futebol não cumprem com obrigações e alojar e alimentar atletas.

Por: Da Redação atualizado: 16 de julho de 2019 | 09h46
Confusão em frente à casa do prefeito de Guaimbê. Prefeitura informou que não tinha participação na organização dos jogos e diz que vereador da cidade era um dos organizadores (Reprodução). Confusão em frente à casa do prefeito de Guaimbê. Prefeitura informou que não tinha participação na organização dos jogos e diz que vereador da cidade era um dos organizadores (Reprodução).

O que era para ser a celebração de um sonho, de crianças e adolescentes que participam de escolinhas de futebol, se tornou um drama, na noite deste domingo (14), em Guaimbê, na região de Lins, onde uma delegação com cerca de 80 pessoas de Adamantina estava inscrita para a competição denominada Brazil Cup 2019, que reunia jogadores de categorias de base do futebol de diversas cidades brasileiras e do exterior (Paraguai, Argentina e Peru).

As delegações que chegaram à cidade para participar da competição foram surpreendidas pela desorganização dos realizadores do evento, que não cumpriram o compromisso de fornecer alojamento e alimentação aos atletas. A taxa de inscrição paga por cada equipe, aos organizadores, foi de R$ 1.500,00. A competição seria iniciada neste domingo e seguiria até o próximo sábado (20). Com a confusão, foi cancelada.

Em certo momento as cobranças foram dirigidas à Prefeitura, que por sua vez se manifestou em nota, negando ter participação na organização da atividade esportiva, e informando que não foram solicitadas as instalações públicas para alojar os competidores. Segundo nota publicada pela Prefeitura de Guaimbê, a Brazil Cup 2019 teria sido organizada localmente por um vereador e um grupo de pessoas da cidade, que não providenciaram a infraestrutura para receber os atletas (veja abaixo a nota, na íntegra).

Polícia Militar foi acionada em meio à confusão e falhas na organização da competição esportiva, em Guaimbê (Reprodução).

O caso gerou apreensão em Adamantina, o que levou à mobilização de autoridades do Poder Judiciário e da Polícia Militar local. Houve inclusive uma ação integrada entre o COPOM (Centro de Operações da Polícia Militar) de Presidente Prudente (em razão de atletas da cidade e região estarem participando da competição) com o COPOM de Bauru, que tem atuação na cidade de Guaimbê, onde a PM foi acionada.

Esforço frustrado

A participação de Adamantina na Brazil Cup 2019, em Guaimbê (e que também teria rodadas na cidade vizinha de Júlio Mesquita), exigiu uma ampla preparação e mobilização dos próprios esportivas – crianças e adolescentes – seus pais e dirigentes esportivos, como revela o dirigente Alex Diego Fratello's, que já participou de diversas competições com as categorias de base onde atua. 

O esforço de todos foi iniciado há cerca de dois meses, com a venda de rifas e em buscas de contribuições, para o custeio da taxa de inscrição, materiais e demais despesas, além dos cuidados com autorizações de pais e responsáveis, e demais documentações. Para participar da Brazil Cup 2019 foi mobilizada uma equipe com cerca de 80 pessoas, entre competidores, equipe técnica e grupo de apoio – inclusive com a participação de pais.

Com a confusão, sem as condições estruturais que deveriam ser fornecidas pelo organizador do evento, e a decisão pelo cancelamento da atividade, a equipe de Adamantina voltou à cidade, chegando na madrugada desta segunda-feira (15), Apesar da frustração, todos estão bem.

A equipe local vai tentar reaver junto aos organizadores da Brazil Cup 2019 os valores pagos a título de taxa de inscrição e outras despesas extraordinárias que tiveram. (Continua após a publicidade...)

Publicidade

Tio Panda Adamantina
Clínica Savi
Supermercado Godoy
Monalisa Adamantina
2019 - O ano de Super Vantagens

Publicidade

Rede Sete Supermercado
JVR Segurança
Haddad
Daiane Mazarin Estética

Prefeitura de Guaimbê emite nota

Utilizando-se das redes sociais, a Prefeitura de Guaimbê emitiu uma nota, onde detalha o ocorrido e destaca a “extrema irresponsabilidade” dos organizadores da competição. “O prefeito Albertino Brandão já disponibilizou alojamentos e comida para os atletas, cobrindo a omissão dos organizadores, que poderão responder judicialmente”, destaca. Veja a nota, na íntegra:

“Neste domingo a nossa cidade de Guaimbê e atletas de diversas partes do país e do exterior foram vítimas de atos de extrema irresponsabilidade de um vereador e um grupo de pessoas que tentaram organizar um campeonato esportivo na cidade.

Para se realizar um evento deste porte, é necessário possuir toda a infraestrutura e alvarás necessários, principalmente por envolver jovens. A Prefeitura Municipal de Guaimbê jamais concordaria ou participaria de algo que não envolvesse todos os trâmites necessários e não estava ciente de que o fariam à revelia.

Neste domingo fomos surpreendidos com a chegada dos atletas, que não foram recepcionados nem pelos "organizadores", manipulando a imagem da administração da Prefeitura Municipal aos atletas e a inserindo como a responsável pela desordem que se instaurou no município, sendo necessário o apoio da Polícia Militar e da Força Tática.

Uma atitude irresponsável que colocou em risco a integridade física de diversas pessoas.

O prefeito Albertino Brandão já disponibilizou alojamentos e comida para os atletas, cobrindo a omissão dos organizadores, que poderão responder judicialmente.

Complicando ainda mais a situação, parte da imprensa regional, sedenta por sensacionalismo, também sem qualquer crivo jornalístico, alimentaram a desordem e os ânimos a flor da pele, publicando informações totalmente deturpadas e sem embasamento, sem buscar a verdade, publicando que a Prefeitura Municipal se negou a fornecer alojamento. Tendo em vista as graves consequências que contribuíram para gerar e os riscos que expuseram as pessoas, também poderão ser acionados judicialmente.

A Prefeitura Municipal de Guaimbê nunca se esquivou de suas responsabilidades e já tomou todas as providências devidas, inclusive vindo a público explicar o caso, sem a necessidade de encobrir qualquer problema que porventura tenha acontecido.

O prefeito Albertino Brandão aproveita para agradecer os voluntários e os cidadãos que buscaram esclarecer a verdade. Administração correta é aquela realizada dentro da lei”.

Prefeitura Municipal de Guaimbê

Publicidade

Iogurtes Carolina

Publicidade

Auto Doc

Publicidade

Cinema
Clinica Lu Applim

Publicidade

Insta do Siga Mais