Educação

Helen Keller apresenta programa Dignidade Íntima para a comunidade escolar

Programa distribui absorventes íntimos às estudantes em idade menstrual.

Por: Da Redação atualizado: 14:08
Kits de absorventes íntimos adquiridos pela Escola, para o programa Dignidade Íntima (Divulgação). Kits de absorventes íntimos adquiridos pela Escola, para o programa Dignidade Íntima (Divulgação).

A escola estadual Helen Keller, em Adamantina, reuniu sua comunidade escolar e apresentou os produtos adquiridos para a execução do programa Dignidade Íntima, criado pela Secretaria Estadual de Educação (Seduc), que prevê a distribuição de absorventes íntimos a estudantes da rede pública que estejam em idade menstrual, com prioridade às que se encontram em situação de vulnerabilidade. 

De acordo com a Escola, a apresentação reuniu o grêmio estudantil, associação de pais e mestres (APM), líderes de sala, alunas, professores e funcionários.  O evento teve a participação da psicóloga Renata Santos Silva, que auxilia escola através do Psicólogos da Educação, falando da importância do Programa.

Publicidade

Clínica Savi
Supermercado Godoy

Publicidade

JVR Segurança
Rede Sete Supermercado
Daiane Mazarin Estética

Segundo a Seduc, a compra dos produtos é feita via Programa Dinheiro Direto na Escola (PDDE-SP). Os recursos serão repassados à Escola conforme valor per capita, exclusivo para essa finalidade. Os protocolos de distribuição dos itens possuem como principal diretriz garantir privacidade e cuidado às alunas beneficiadas.

Kits de absorventes íntimos adquiridos pela Escola, para o programa Dignidade Íntima (Divulgação).

Conforme a Seduc, a Organização das Nações Unidas (ONU) estima que 1 entre 10 meninas no mundo sofrem com o impacto da pobreza menstrual na vida escolar. No Brasil, estima-se que esse número seja 1 em 4. Em 2014, a ONU reconheceu o direito à higiene menstrual como uma questão de direito humano e à saúde pública.

Publicidade

Tio Panda Adamantina

Publicidade

Insta do Siga Mais