Educação

Escolas estaduais voltarão por fases de 20%, 50% e 100% de estudantes

Retorno das aulas presenciais na rede estadual depende da liberação da saúde.

Por: Assessoria de Comunicação atualizado: 8 de junho de 2020 | 16h17
Educação SP terá retorno das atividades presenciais iniciando retomada com 20% dos alunos pós pandemia do coronavírus (Imagem: Pixabay). Educação SP terá retorno das atividades presenciais iniciando retomada com 20% dos alunos pós pandemia do coronavírus (Imagem: Pixabay).

As aulas presenciais na rede estadual de São Paulo serão retomadas em fases. Em uma primeira etapa serão atendidos 20% dos estudantes, em seguida 50%, até chegar à totalidade da rede composta por 3,5 milhões de estudantes. As novidades sobre o calendário escolar foram anunciadas nesta sexta-feira (5) pelo secretário-executivo da Educação, Haroldo Rocha. Mais detalhes sobre a retomada das atividades presenciais serão divulgados na próxima semana.

“Nós dependemos da saúde para liberar a retomada das aulas, já sabemos que será em fases. Nas próximas semanas, traremos novidades do que está acontecendo”, afirmou Rocha.

Depois do fim da pandemia, a Secretaria Estadual da Educação vai implementar o ensino híbrido, que mescla atividades presenciais com as mediadas pela tecnologia. Mesmo com a retomada das atividades presenciais, o Centro de Mídias SP (CMSP) continuará a ser utilizado por alunos e professores.

A ferramenta foi criada em abril para permitir que os alunos continuem aprendendo neste momento de isolamento social. O CMSP reúne dois aplicativos divididos por ciclo de alunos, além da programação em dois canais abertos de televisão, a TV Univesp e TV Educação.

Durante esta semana, os professores estão participando de atividades de planejamento para a retomada do segundo bimestre do ano letivo. (Continua após a publicidade...)

Publicidade

Supermercado Godoy
Clínica Savi

Publicidade

Daiane Mazarin Estética
Rede Sete Supermercado
JVR Segurança

Matrículas online

Pela primeira vez, a Seduc abriu a possibilidade de as matrículas serem feitas de maneira totalmente online.

A medida visa evitar o deslocamento das famílias, formação de aglomerações nas escolas e assim diminuir o risco de contaminação do coronavírus.

Poderão manifestar interesse pela migração para a rede estadual os pais dos alunos com matrícula na rede privada ou vindo de outros estados.

Vale lembrar que a matrícula é para o ano letivo vigente. As matrículas 2021 ainda não estão abertas. Já as transferências entre redes públicas estão temporariamente suspensas e devem ser retomadas após o retorno das aulas presenciais.

Para efetuar a pré-matrícula, será necessário acessar o site  https://sed.educacao.sp.gov.br/NCA/PreInscricaoOnline/login e preencher as informações solicitadas. Será necessário fazer upload dos documentos no mesmo endereço eletrônico. As informações serão verificadas e as matrículas validadas pelas próprias escolas.

Publicidade

Clinica Lu Applim
Cinema

Publicidade

Insta do Siga Mais