Coronavírus

Em janeiro, Adamantina registra 459 novos casos de Covid-19; no ano passado foram 662

Número de curados também cresceu: em 30 de dezembro eram 614, e hoje são 1.026.

Por: Da Redação atualizado: 2 de fevereiro de 2021 | 17h15
Aglomerações, festividades de fim de ano e maior circulação de pessoas respondem pela alta de novos casos (Leopoldo Silva ? Agência Senado). Aglomerações, festividades de fim de ano e maior circulação de pessoas respondem pela alta de novos casos (Leopoldo Silva ? Agência Senado).

As aglomerações no final do ano passado, festividades familiares de Natal e Ano Novo e um maior número de pessoas circulando na cidade ou em viagens, são apontados como desencadeadores do salto de casos da Covid-19 em praticamente todos os municípios brasileiros, o que não foi diferente em Adamantina.

De março a dezembro do ano passado, durante toda a pandemia, foram 662 casos positivos de Covid-19 e 17 mortes decorrentes da doença, entre moradores de Adamantina, segundo informou o último boletim epidemiológico do ano, divulgado no dia 30 de dezembro pela Prefeitura.

Com os reflexos epidemiológicos repercutem 14 dias depois, no começo da primeira quinzena de janeiro deste ano os casos começaram a se avolumar em grande velocidade, preocupando as autoridades e sobrecarregando os serviços de saúde, sobretudo as internações em leitos de enfermaria e UTI da Santa Casa local, que chegaram a 100% de ocupação.

Assim, somente no mês de janeiro, de acordo com nova atualização da Prefeitura de Adamantina, divulgada na tarde desta segunda-feira (1º de fevereiro), foram 459 novos caso positivos e mais 5 mortes por Covid-19, entre moradores locais. Com isso, cidade acumula o total de 1.121 casos positivos e 22 óbitos, desde o início da pandemia. Há ainda um óbito suspeito aguardando resultados de exames. (Continua após a publicidade...)

Publicidade

Clínica Savi
Supermercado Godoy

Publicidade

JVR Segurança
Daiane Mazarin Estética
Rede Sete Supermercado

Números atuais

De acordo com o novo boletim de casos divulgado hoje, a cidade tem 73 moradores com a doença ativa e soma 1.121 casos confirmados desde o início da pandemia, com 1.026 moradores curados. Há 22 óbitos. O mais recente foi ontem (31), da liderança feminina da Igreja Evangélica Assembleia de Deus (Ministério do Belém), campo da Adamantina, irmã Raimunda Alves da Silva, aos 69 anos.

Na Santa Casa, há 9 pessoas hospitalizadas. De Adamantina, são 4, sendo 3 na enfermaria e 1 na UTI, e 5 pacientes de outros municípios, sendo 3 na enfermaria e 2 na UTI.

(Reprodução/PMA).

Os números divulgados nesta segunda-feira consideramos os casos registrados no fim de semana, 30 e 31 de janeiro.

Estado de SP em janeiro: um caso a cada 9 segundos

O estado de São Paulo conclui janeiro com recorde, confirmando um caso novo de Covid-19 a cada nove segundos. O dado atualizado foi divulgado pelo Portal do Governo de SP. A média mostra a aceleração da doença em comparação ao pico da primeira onda da pandemia, em agosto de 2020, quando uma nova infecção era confirmada a cada 11 segundos.

Neste primeiro mês de 2021, foram confirmados 310.727 novos casos e 6.237 novos óbitos. Incluindo este balanço, durante toda a pandemia (até 31 de janeiro), foram 1.777.368 infectados e 53.034 mortos devido ao novo coronavírus.

Entre o total de casos diagnosticados de Covid-19, 1.524.085 pessoas estão recuperadas, sendo que 179.715 foram internadas e tiveram alta hospitalar.

As taxas de ocupação dos leitos de UTI são de 68,4% na Grande São Paulo e 69% no Estado. O número de pacientes internados é de 12.917, sendo 6.935 em enfermaria e 5.982 em unidades de terapia intensiva, conforme dados das 13h30 deste domingo. #banner2##

Publicidade

Tio Panda Adamantina
Cóz Jeans

Publicidade

Insta do Siga Mais