Coronavírus

Adamantina deve anunciar nesta quarta medidas de restrição para tentar conter avanço da Covid-19

Novas medidas restritivas devem ser anunciadas nesta quarta (13) pela Prefeitura de Adamantina.

Por: Da Redação atualizado: 20:01
Prefeitura divulga realização de live para anunciar medidas para tentar conter avanço da Covid-19 (Divulgação). Prefeitura divulga realização de live para anunciar medidas para tentar conter avanço da Covid-19 (Divulgação).

Aumento de casos de Covid-19, internações e mortes em decorrência da doença, em Adamantina, devem levar a Prefeitura Municipal a decretar medidas restritivas, para tentativa de conter o avanço da doença. O cenário é preocupante e acendeu o sinal de alerta, sobretudo a partir da última semana de setembro, o que também se acentuou neste mês de outubro.

A expectativa é pela divulgação de um decreto municipal com as novas medidas de restrição, o que também deve ser detalhado em uma live marcada para esta quarta-feira (13), a partir das 19h30, na fanpage da Prefeitura de Adamantina.

Inauguração de vestiário e sanitários é adiada

Em nota, no meio da tarde desta quarta-feira, a Prefeitura de Adamantina decidiu pelo adiamento da inauguração dos sanitários do Parque Caldeira e dos sanitários e vestiários da Praça Waldemar Romanini (praça esportiva do Jardim Adamantina). A decisão foi tomada devido ao aumento de casos de Covid-19.

A solenidade de inauguração estava marcada para acontecer amanhã (14) às 8h e às 9h, respectivamente. Uma nova data será marcada e divulgada posteriormente.

Pessoas se comportam como se a pándemia tivesse acabado

Considerando os cenários nacional e internacional, e inclusive o local, houve queda nos casos e mortes, sobretudo em relação ao avanço da vacinação, o que também criou nas pessoa uma sensação equivocada de que a pandemia acabou. Isso desencadeou em parte dos moradores o afrouxamento das medidas de controle sanitário, já que muitos têm deixado de usar máscaras e relaxaram nos cuidados com aglomerações e distanciamento social.

Com esse quadro, e ainda diante do risco do variante Delta poder estar presente nos casos positivos na cidade, houve uma aceleração na alta de casos. Segundo divulgou a Prefeitura de Adamantina na última quinta-feira (7), somente nos cinco primeiros dias do mês de outubro Adamantina já registrou 64 casos positivos para a Covid-19. De acordo com dados da Secretaria de Saúde do município, das 140 notificações, 46% delas resultaram em casos confirmados.

Em um comparativo com o mês de setembro, das 408 notificações que também foram registradas, 115 pessoas testaram positivo, o que significa 28% do total de notificações.

Considerando apenas os casos confirmados, Adamantina já atingiu 55% de casos positivos nos cinco primeiros dias do mês, diante dos 30 dias de setembro.  Comparando ainda apenas cinco primeiros dias de setembro com os cinco primeiros dias de outubro, o município contabilizou no mês anterior seis casos positivos e em outubro são 64.

Publicidade

Cóz Jeans
Clínica Savi
Supermercado Godoy

Publicidade

Daiane Mazarin Estética
JVR Segurança
Rede Sete Supermercado

Baixa procura por vacinas

Outro possível desencadeador da alta de casos, em Adamantina, é a baixa procura, nas últimas semanas, pela segunda dose da vacina. Na cidade, segundo também informou a Prefeitura de Adamantina na última quinta-feira, 1.684 moradores deixaram de receber a 2ª dose na data estipulada. Em muitos casos, há recusa daquele morador que recebeu como primeira dose o imunizante da AstraZeneca, e diante do apagão no seu fornecimento, pela Fiocruz, mês passado, foi autorizada a aplicação do imunizante da Pfizer. Mesmo com estudos que apontam a segurança da intercambialidade das vacinas, há moradores resistentes e inseguros, que assim não completam o esquema vacinal e a imunização não atinge a eficácia necessárias.

Há também afrouxamento das medidas de fiscalização pelo poder público, em espaços públicos e eventos privados, entre outras iniciativas que geram aglomeração, o que foi retomado no último fim de semana.

Novas mortes

O boletim epidemiológico de casos da Covid-19, do período entre a última sexta-feira (8) até ontem (12) deve ser divulgado na tarde de hoje, com os dados oficiais e atualizados da pandemia. Porém, com antecipou o SIGA MAIS ontem, sogra e nora, que estavam hospitalizadas na Santa Casa local, morreram em um intervalo de três horas, em decorrência da doença. E nesta quarta-feira houve a divulgação de mais um óbito sem velório, de uma senhora de 80 anos, o que pode, também, representar novo caso fatal positivo.

Na sexta-feira, eram 136 casos fatais, desde o início da pandemia, o que pode chegar hoje a 139.

Publicidade

Cóz Jeans
Tio Panda Adamantina

Publicidade

Insta do Siga Mais