Cidades

Sentenciadas da Penitenciária Feminina de Tupi Paulista se formam em curso técnico de administração

Solenidade ocorreu na unidade prisional e teve a presença de representantes da Etec de Dracena.

Por: Eliane Borges | SAP | Croeste atualizado: 29 de julho de 2022 | 14h22
As oito reeducandas que se formaram em curso técnico de administração (Divulgação/SAP/Croeste). As oito reeducandas que se formaram em curso técnico de administração (Divulgação/SAP/Croeste).

Trajadas com beca e capelo, oito reeducandas da Penitenciária Feminina de Tupi Paulista participaram de uma cerimônia simbólica de formatura do curso técnico em administração, ministrado pela Escola Técnica Estadual (Etec) Profª Carmelina Barbosa de Dracena. A execução do ensino profissionalizante ocorreu graças a um projeto piloto denominado classes descentralizadas, que já formou na unidade quatro turmas desde seu início em 2018, fruto de um termo de cooperação entre a Secretaria da Administração Penitenciária via Fundação “Prof. Dr. Manoel Pedro Pimentel” (Funap) e o Centro Estadual de Educação Tecnológica Paula Souza (CPS).

Solenidade de formatura na unidade prisional (Divulgação/SAP/Croeste).

“Foi um momento muito importante, tanto para a unidade quanto para os colaboradores por conseguirem alcançar o objetivo de capacitar mulheres privadas de liberdade, dando a elas condições para reinserção à sociedade, bem como para as alunas, que se sentiram valorizadas e com novas expectativas de mudança de vida, focadas no empreendedorismo e empregabilidade”, frisou o supervisor técnico da unidade prisional, Eduardo Morello Ferreira. 

Publicidade

Daiane Mazarin Estética
Supermercado Godoy

Publicidade

Rede Sete Supermercado
JVR Segurança

O evento foi realizado em 30 de junho nas dependências de um pavilhão escolar da penitenciária, e contou com a presença de representantes da Etec: Márcio Dimas Bini Filho (diretor), Thaís Cristina Jorge de Pádua (coordenadora pedagógica), Aline da Silva Matheus Kinoshita (orientadora educacional) e Jéssica Franzão Ganzaroli de Oliveira (coordenadora pedagógica). O projeto piloto das classes descentralizadas, no primeiro semestre de 2022, também foi desenvolvido nas Penitenciárias de Assis, Florínea, Paraguaçu Paulista e Presidente Bernardes, vinculado às respectivas ETEC’s locais.

Publicidade

Tio Panda Adamantina
Nova Foto e Ótica

Publicidade

Insta do Siga Mais