Cidades

Sem água: Sabesp diz que a falta de energia elétrica na região dos poços prejudicou abastecimento

Empresa diz que abastecimento de água foi prejudicado pela falta de energia elétrica.

Por: Da Redação atualizado: 4 de outubro de 2020 | 09h34
Segundo a Sabesp, falta de energia elétrica prejudicou o abastecimento na cidade (Arquivo/Siga Mais). Segundo a Sabesp, falta de energia elétrica prejudicou o abastecimento na cidade (Arquivo/Siga Mais).

As reclamações sobre falta de água feitas por moradores de Adamantina, residentes em diversos bairros, ganharam espaço nas redes sociais, sobretudo nesta quarta-feira (30) e hoje (1). As queixas se referem a diferentes pontos da cidade. Há relatos de que a falta de água tem se tornado frequente, sobretudo na região do Jardim Adamantina, Jardim Primavera e entorno.

As altas temperaturas decorrentes da onda de calor que atinge a cidade e grande parte do país,  e as medidas de higiene recomendadas para reduzir a transmissão da Covid-19 têm sido colocadas pelos moradores, como fatores agravantes para a falta de água nesse período.  

Sobre o caso, o SIGA MAIS procurou a Sabesp, que deu uma resposta pontual sobre o problema vivenciado ontem e hoje por moradores. Segundo informa a assessoria de imprensa da empresa, houve falta de energia elétrica ontem, na região dos poços de captação de água, o que prejudicou o abastecimento e a recuperação dos volumes armazenados nos reservatórios.

Em nota, a empresa recomenda o uso consciente da água, uma vez que a falta de chuvas e as altas temperaturas têm contribuído para aumento do consumo. “A Sabesp está à disposição pelos canais de atendimentos aos clientes: telefone 0800-0550195 (ligações gratuitas), pela Agência Virtual no site www.sabesp.com.br, ou pelo aplicativo da Sabesp para Android e iOS”, diz o comunicado.

 

Ar na tubulação

A empresa também foi consultada pelo SIGA MAIS sobre relatos de moradores sobre a ocorrência de ar na tubulação. Essa situação ocorre quando o fornecimento de água é interrompido, levando a tubulação esvaziar e ficar cheia de ar, que entra pelas próprias ligações domiciliares. Quando o abastecimento é normalizado e a água retorna, ela vai expelindo esse ar, que passa pelos hidrômetros das residências.

Sobre esses casos, a companhia emitiu a seguinte orientação: “A Sabesp orienta que o cliente sempre entre em contato solicitando uma visita técnica para verificação. A empresa toma todas as providências para que o cliente não seja prejudicado”, finaliza. (Continua após a publicidade...)

Publicidade

Clínica Savi
Supermercado Godoy

Publicidade

JVR Segurança
Rede Sete Supermercado
Daiane Mazarin Estética

Dicas e orientações

A Sabesp enviou ao SIGA MAIS quatro dicas da empresa e um link com dicas de economia. Veja:

1. Use vassoura e balde para lavar áreas como garagem, corredores, dentre outras. Não utilize mangueiras.
2. Não dê descarga à toa e não utilize o sanitário como lixeira. Em apenas seis segundos de válvula acionada vão embora cerca de 12 litros de água.

3. Não use água corrente para descongelar alimentos.

4. Fique muito atento a possíveis vazamentos. Eles podem passar despercebidos e são grandes causas do desperdício.

Para saber mais acesse o link http://site.sabesp.com.br/site/sociedade-meioambiente/dicas.aspx?secaoId=450.  

Publicidade

Tio Panda Adamantina

Publicidade

Insta do Siga Mais
Cinema