Cidades

Padre Rui se despede de Adamantina nas missas deste final de semana

Padre Rui encerra um ciclo de seis anos na liderança da Paróquia de Santo Antônio, em Adamantina.

Por: Da Redação atualizado: 17 de janeiro de 2021 | 17h53
Padre Rui encerra um ciclo de seis anos na liderança da Paróquia de Santo Antônio, em Adamantina (Reprodução/No Click com o Senhor). Padre Rui encerra um ciclo de seis anos na liderança da Paróquia de Santo Antônio, em Adamantina (Reprodução/No Click com o Senhor).

As missas deste fim de semana, realizadas pela Paróquia de Santo Antônio, devem ser marcadas pelas despedidas do pároco, padre Rui Rodrigues da Silva, que deixa a comunidade, transferido pelo Bispo da Diocese de Marília à Paróquia Santuário Nossa Senhora de Fátima, de Dracena. O padre adamantinense Carlos Roberto dos Santos, que hoje é pároco da Paróquia São Pedro Apóstolo, de Tupã, vai assumir a paróquia adamantinense.

As transferências de padres são ritos previstos na dinâmica da Igreja Católica. A transferência do padre Rui para Dracena e a vinda do Carlos a Adamantina foram formalizadas em 18 de novembro pela Diocese de Marília, por meio da Circular Nº 17/2020.

As despedidas devem ser marcadas por forte emoção. Padre Rui dirige a comunidade de Santo Antônio desde 14 dezembro de 2014, em substituição ao padre Wilson Luís Ramos, em um período de grande tensão e divisões. Foi direcionado a Adamantina com o desafio de pacificar e unir a comunidade, o que cumpriu com muita habilidade.

Na direção da comunidade, fortaleceu as ações comunitárias, religiosas e pastorais, em sintonia com os conselhos que integram a estrutura organizacional da Paróquia. Em sua gestão, conseguiu concluir quase a totalidade da obra da capela de São Benedito, na região do Conjunto Mário Covas e Jardim das Acácias, em funcionamento, restando apenas os acabamentos finais.

Outro destaque de sua atuação foi a presença efetiva no processo de revitalização da clínica PAI Nosso Lar, o que se desenvolve desde o início de 2017, inicialmente liderado pela juíza de direito Ruth Duarte Menegatti, com a mobilização do Poder Judiciário, Ministério Público, igrejas e comunidade. A clínica teve sua gestão assumida por católicos da Igreja Matriz de Santo Antônio em agosto de 2018, com a atuação decisiva do padre Rui e apoio do bispo da Diocese de Marília, Dom Luiz Antônio Cipolini.

No final do ano passado, sob a liderança do vereador Hélio José dos Santos, a Câmara Municipal de Adamantina concedeu uma Moção de Congratulações e Aplausos ao padre Rui, pelos relevantes serviços prestados à comunidade.

Ao lado dos nove vereadores, padre Rui recebe a Moção (Foto: Luiz Eugênio).

Segundo o site da Paróquia Santo Antônio, padre Rui foi o nono religioso a dirigir a comunidade. Antes, passaram Paróquia os padres Wilson Luís Ramos, Nelson Bernardino Lopes, Emilio Gil Pellejero, Manuel Gonzáles, Geraldo Magela do Amaral Teixeira, João Baptista de Aquino, Augusto Luso da Cunha Sornas e Jerônimo Brasil de Carvalho. (Continua após a publicidade...)

Publicidade

Clínica Savi
Supermercado Godoy

Publicidade

JVR Segurança
Rede Sete Supermercado
Daiane Mazarin Estética

Novo pároco é adamantinense

O novo pároco da Paróquia de Santo Antônio, Carlos Roberto dos Santos, é nascido em Adamantina. Sua ordenação diaconal, na Igreja Matriz de Santo Antônio foi em 29 de julho de 1995. No ano seguinte, em 17 de fevereiro de 1996, foi ordenado sacerdote, na mesma Igreja. As duas celebrações foram presididas pelo bispo diocesano, à época, Dom Osvaldo Giuntini, concelebradas pelo então pároco, padre Emilio Gil Pellejero. O lema da sua ordenação foi "Dou a vida pelas minhas ovelhas”.

Novo pároco, padre Carlos (Reprodução).

Depois de ordenado, em 1996, em Adamantina – segundo informa o site da Paróquia São Pedro Apóstolo, de Tupã –, padre Carlos foi para a paróquia Santa Rita de Cássia, em Marília, onde ficou por 12 anos e meio. Depois, a Diocese confiou vários trabalhos ao religioso: foi professor de leigos, coordenou o curso de teologia, coordenou a pastoral do batismo, ajudou na pastoral dos ministros e foi vigário episcopal na Região1, onde ficou até 2007, quando o então bispo Dom Osvaldo Giuntini o encaminhou para estudar na França. Ele ficou em um colégio internacional inspirado nos Santos do Carmelo. Concluídos os estudos, retornou a Marília e foi designado pelo bispo para atuar na coordenação diocesana de pastoral, onde ficou por cinco anos. Por conta disso, foi convocado para ser o secretário dos bispos da Província Eclesiástica de Botucatu.

Em 1º de fevereiro de 2015, assumiu como pároco da Igreja Matriz São Pedro Apóstolo, de Tupã, sendo nomeado em novembro passado para assumir a Igreja Matriz de Santo Antônio.

Publicidade

Tio Panda Adamantina

Publicidade

Cinema
Insta do Siga Mais