Cidades

Menino de dois anos morre depois de ser picado por cobra cascavel em Panorama

Menino foi atacado pela serpente quando estava com a família acampada, em uma pescaria, em Panorama.

Por: Da Redação | Com informações do Panorama Notícia atualizado: 20 de novembro de 2023 | 18h33
Criança foi atacada por cobra cascavel no final da tarde deste sábado, 18, em Panorama, e morreu neste domingo em Presidente Prudente (Reprodução/Panorama Notícia). Criança foi atacada por cobra cascavel no final da tarde deste sábado, 18, em Panorama, e morreu neste domingo em Presidente Prudente (Reprodução/Panorama Notícia).

Um menino de dois anos e dois meses de idade, morador em Panorama, morreu neste domingo (19) no Hospital Regional (HR) em Presidente Prudente onde estava internado, após ser picado por uma cobra cascavel no final da tarde de ontem (18). A criança estava om a família acampada na região do Córrego dos Macacos, em Panorama, onde os familiares foram pescar.

A informação sobre o caso e a morte da criança foi divulgada no final da tarde de hoje pelo Panorama Notícia. Segundo o canal de notícias, o menino é Gael Henry Jesus Ribeiro. O ataque pela serpente foi por volta das 18h30 de ontem. A criança foi levada inicialmente para atendimento no pronto-socorro da cidade e depois transferida para Presidente Prudente. De acordo com o Panorama Notícia, a transferência ocorreu cerca de 14 horas depois. Essa demora foi criticada pelos familiares.

O Panorama Notícia fez contato com a secretária municipal de saúde de Panorama, Vanessa Steluti. Ela explicou ao canal de notícias que as medicações necessárias, em Panorama, foram ministradas, e que o médico de plantão chegou a fazer contato com o Instituto Butantã, que orientou sobre a conduta.

Conforme declarou a secretária, a transferência ocorreu após a liberação de vaga, e o deslocamento foi realizado pelo transporte de saúde de Panorama. Uma médica acompanhou a transferência e a criança teria dado entrada estável no HR em Prudente.

Publicidade

Dr. Paulo Tadeu Drefahl | Cirurgião Plástico
Supermercado Godoy

Publicidade

Rede Sete Supermercado
JVR Segurança

Ser picado por uma cobra cascavel é uma situação extremamente perigosa e pode representar uma emergência médica. As cascavéis são serpentes venenosas encontradas em diversas regiões das Américas, conhecidas pelo chocalho em suas caudas, que emitem um som característico quando agitadas.

O veneno da cascavel é uma mistura complexa de enzimas e toxinas, sendo potencialmente letal para humanos. As consequências da picada podem variar dependendo de fatores como a quantidade de veneno injetado, a localização da picada, a saúde geral da vítima e o tempo decorrido até receber tratamento médico adequado.

Os sintomas de uma picada de cascavel podem incluir dor intensa no local da mordida, inchaço, vermelhidão, náuseas, vômitos, sudorese, fraqueza, tontura, dificuldade respiratória e, em casos mais graves, choque e falência de órgãos.

O veneno da cascavel age rapidamente, afetando o sistema nervoso, o sistema cardiovascular e os tecidos ao redor do local da picada. Em casos mais graves, a picada pode levar à morte se não for tratada prontamente.

É fundamental buscar assistência médica imediata ao ser picado por uma cascavel. O tratamento geralmente envolve a administração de soro antiofídico específico para neutralizar os efeitos do veneno. Quanto mais rápido o tratamento for iniciado, maiores são as chances de recuperação sem sequelas permanentes.

Publicidade

Daiane Mazarin Estética

Prevenir picadas de cascavel é crucial ao passar por áreas onde essas serpentes podem ser encontradas. Medidas de precaução incluem usar botas e roupas adequadas ao caminhar em terrenos propensos a abrigar cascavéis, evitar tocar ou se aproximar dessas serpentes e ficar alerta a sinais de advertência, como o som característico do chocalho.

Foi picado por uma cobra? Saiba o que fazer e o que não fazer nessa situação

A picada de cobra é muito dolorosa e, caso a serpente seja venenosa, a preocupação aumenta: além de dor e inchaço no local, podem ocorrer sangramentos em outras partes do corpo, dores musculares e alguns sintomas neurológicos, como visão dupla e pálpebras caídas, dependendo do gênero da serpente. Sem atendimento, há risco de hemorragia grave que pode levar à morte.

Veja aqui as orientações do Instituto Butantan, que produz e distribui soro antiofídico no Brasil. Saiba o que fazer e o que não fazer em situação de picada por cobras.

(Reprodução/Instituto Butantan).

Publicidade

Shiba Sushi Adamantina
Cóz Jeans
P&G Telecomunicações

Publicidade

Insta do Siga Mais