Cidades

Inpe emite alerta meteorológico: temperatura pode cair para 7°C no domingo em Adamantina

Adamantina está na área que deverá ser afetada com a onda de frio.

Por: Da Redação atualizado: 4 de agosto de 2019 | 18h10
Previsão é de fim de semana com temperaturas baixas em Adamantina (Arquivo/Siga Mais). Previsão é de fim de semana com temperaturas baixas em Adamantina (Arquivo/Siga Mais).

As previsões meteorológicas do Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos (CPTEC) do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) revelam uma tendência de queda brusca de temperatura para Adamantina, neste fim de semana. A previsão sinaliza frio que pode chegar a 7°C.

Para esta sexta-feira (2) a mínima prevista é de 16°C e máxima prevista de 33°C. Para sábado (3), a previsão é de temperatura mínima de 13°C e máxima de 22°C. Para domingo (4), a tendência é de mais queda, com precisão de temperatura mínima de 7°C e máxima de 23°C.

As temperaturas voltam a subir a partir de segunda-feira (5), com mínima prevista de 10°C e máxima de 26°C, mantendo crescimento gradativo das mínimas e máximas ao longo da próxima semana, alcançando na próxima quinta-feira (8) a temperatura mínima de 16°C e máxima de 32°C.

Fonte: CPTEC/INPE

Segundo o CPTEC/INPE, Adamantina está na área que deverá ser afetada com a onda de frio, conforme revela o Aviso Meteorológico Nº 288 (veja aqui). Um mapa mostra uma ampla faixa entre o Acre, Rondônia, parte do Amazonas, parte de Mato Grosso, Goiás, Minas Gerais e Rio de Janeiro, e toda a área dos estados de Mato Grosso do Sul, São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul. (Continua após a publicidade...)

Publicidade

Supermercado Godoy
Tio Panda Adamantina
2019 - O ano de Super Vantagens
Monalisa Adamantina
Clínica Savi

Publicidade

Daiane Mazarin Estética
Rede Sete Supermercado
JVR Segurança
Haddad

Previsão detalhada (*)

Durante a sexta-feira (2), o avanço da frente fria favorecerá a ocorrência de chuva entre a metade norte do Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná. A incursão do ar mais frio na retaguarda do sistema deverá causar uma queda significativa das temperaturas mínimas entre o centro-norte da Argentina, Uruguai e áreas Sul do Brasil, com condições para formação de geadas de maneira ampla sobre o Uruguai, áreas da Argentina e campanha gaúcha.

Ao longo do dia o ar frio deve seguir avançando sobre o centro do continente e, ao final do dia deverá alcançar o norte da Bolívia e sul de Rondônia, o que deverá se refletir em um queda expressiva das temperaturas máximas em áreas do Paraguai, Bolívia, Sul e Centro-Oeste do Brasil, além de áreas do oeste de São Paulo.

Entre a tarde da sexta-feira e a madrugada do sábado (3), com o avanço do sistema frontal em superfície e de um cavado na troposfera média, que deixará a coluna atmosférica bastante fria e também bastante úmida, haverá possibilidade de ocorrência de neve em áreas das serras gaúchas e catarinense. No sábado, com o avanço da frente fria a chuva se estenderá pela faixa leste de São Paulo, sul de Minas Gerais e grande parte do Rio de Janeiro. As condições de chuva serão intensificadas pelo avanço simultâneo de um cavado na troposfera média. Dessa maneira, a precipitação deverá ser persistente ao longo do dia, com períodos de intensidade moderada a forte, podendo ocasionar acumulados bastante expressivos em áreas do leste de SP e centro-sul do RJ.

O ar frio associado a frente fria dominará grande parte do Sul, Sudeste, Centro-Oeste e sul da Região Norte entre o sábado e o domingo (4), configurando um episódio de friagem na Região Norte e propiciando condições para geadas de forma ampla na Região Sul e sul de MS e sul de SP.

No domingo (4), a frente fria alcançará o sul da Bahia ao final do dia e a circulação associada ao anticiclone pós-frontal proporcionará condições para um dia de tempo instável e com chuvas constantes entre o Rio de Janeiro, sul e leste de Minas Gerais além do sul do Espírito Santo. Nas regiões mencionadas, a manutenção da chuva durante o dia poderá acarretar em acumulados expressivos ao final do período que trarão transtornos e riscos à população (*) Fonte: CPTEC/INPE.  

Publicidade

Iogurtes Carolina

Publicidade

Auto Doc

Publicidade

Cinema
Clinica Lu Applim

Publicidade

Insta do Siga Mais