Cidades

Iama e Creche do Jardim Brasil são revitalizadas por reeducandos

Revitalização foi realizada por reeducandos do Centro de Progressão Penitenciária (CPP) de Pacaembu.

Por: Da Redação atualizado: 1 de abril de 2020 | 18h30
Iama e EMEI Cantinho da Criança, no Jardim Brasil, foram revitalizadas com a participação dos reeducandos do Centro Progressão Penitenciária de Pacaembu (Cedidas). Iama e EMEI Cantinho da Criança, no Jardim Brasil, foram revitalizadas com a participação dos reeducandos do Centro Progressão Penitenciária de Pacaembu (Cedidas).

Duas instituições instaladas no Jardim Brasil, em Adamantina, receberam recentemente obras de revitalização realizadas por um grupo de reeducandos do regime semiaberto do Centro de Progressão Penitenciária (CPP) de Pacaembu.

As melhorias agora alcançaram o Iama (Instituto de Assistência ao Menor de Adamantina), entidade do terceiro setor que realiza atendimentos para cerca de 130 crianças e sobrevive com repasses públicos (subvenções), doações por voluntários e campanhas na comunidade; e a EMEI (Escola Municipal de Educação Infantil),Ciclo I, “Cantinho da Criança”, que realiza serviço de creche com cerca de 65 crianças matriculadas.

Os trabalhos foram concluídos antes do período de restrições face à pandemia do novo coronavírus (Covid-19), acompanhados por um funcionário da SAP (Secretaria da Administração Penitenciária), e divulgados agora pelo Siga Mais.

A inserção desses reeducandos foi viabilizada a partir da sensibilização do Poder Judiciário e da SAP, e ocorre dentro de programas que buscam a reinserção dos apenados.

Um dos principais entusiastas dessas medidas e seus impactos comunitários é o juiz Fábio Alexandre Marinelli Sola, titular da 1ª Vara da Comarca local e juiz auxiliar do Departamento de Execuções Criminais da 5ª Região Administrativa do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo (TJSP), responsável por acompanhar 11 presídios da região (Tupi Paulista a Osvaldo Cruz). (Continua após a publicidade...)

Publicidade

Supermercado Godoy
Siga Comunicação
Clínica Savi

Publicidade

JVR Segurança
Dra Maria Gabriela Tiveron
Daiane Mazarin Estética
Rede Sete Supermercado

A revitalização

Depois de um amplo trabalho em diversos espaços públicos e instituições da cidade, os reeducandos atuaram nesses dois espaços, no Jardim Brasil. Primeiro no Iama e depois na EMEI “Cantinho da Criança”. Os dois locais receberam melhorias gerais em suas instalações, reparos e uma nova pintura que atingiu todas as dependências internas e externas, possibilitando assim a revitalização total dos ambientes, o que repercutiu em um espaço de trabalho mais receptivo, acolhedor e confortável, que valoriza a ação dos colaboradores e sua integração com as crianças atendidas e seus familiares.

Iama – Instituto de Assistência ao Menor de Adamantina (Cedida).

Iama – Instituto de Assistência ao Menor de Adamantina (Cedida).

Iama – Instituto de Assistência ao Menor de Adamantina (Cedida).

Para Adevalter Longuini, presidente do Iama, sem a ação dos reeducandos, mediada pelo Poder Judiciário, essas melhorias não aconteceriam. “Agradecemos ao Dr. Sola por ter atendido ao pedido da nossa instituição”, disse. “Se não fosse ele não iríamos conseguir fazer a reforma, uma vez que isso não acontece há mais de vinte anos, porque não temos recursos suficientes para procedê-las, já que as receitas são aplicadas na totalidade para o custeio dos serviços que prestamos à comunidade”, completa.

A diretora da EMEI, Darcy de Souza Silva, explica que a unidade escolar atende crianças do Jardim Brasil e outros bairros da cidade, e que revitalização do espaço era esperada há anos. Ela observou a presença dos reeducandos no Iama e rapidamente se mobilizou, conseguindo a participação da Secretaria Municipal de Educação na aquisição de todos os materiais, e a atuação dos reeducandos, via Poder Judiciário.

EMEI Cantinho da Criança (Cedida).

EMEI Cantinho da Criança (Cedida).

EMEI Cantinho da Criança (Cedida).

Ela lembra que o juiz Fábio Sola estava vistoriando as obras no Iama e foi até a creche, quando iniciou as tratativas. A diretora já havia se antecipado, com a garantia dos materiais, e conseguiu a adesão do magistrado, que assegurou a participação dos reeducandos. “Era um sonho que precisávamos realizar e, graças a essa parceria, conseguimos”, comemora Darcy.

EMEI Cantinho da Criança (Cedida).

EMEI Cantinho da Criança (Cedida).

EMEI Cantinho da Criança (Cedida).

Para a diretora, a revitalização dos espaços permite alcançar uma nova motivação. “O que foi feito valoriza as pessoas que ali trabalham e as crianças atendidas”, destaca. “A equipe toda é muito grata por esse trabalho. Sem a união dos dois não conseguiríamos esse resultado”, completa.

A diretora revela ainda que essa experiência colaborativa, entre parceiros, já é uma prática habitual na EMEI. Segundo ela, sempre que há demandas que precisam da colaboração dos pais e da comunidade, há efetiva participação. ##banne2##

Publicidade

Clinica Lu Applim
Cinema

Publicidade

Insta do Siga Mais